Ministério Publicações
30/10/2020
Meditação diária de 01/11/2020 por Flávio Reti – Transponder
01/11/2020

Meditação diária de 31/10/2020 por Flávio Reti – Transistor

31 de outubro

João 15:5  “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma”

Transistor

Depois da lâmpada, Thomas Edson inventou a válvula eletrônica para suprir os rádios e as telecomunicações, mas era muito grande, consumia muita energia e aquecia demais o equipamento onde estava instalada. Depois surgiu o transistor que fazia a mesma coisa com muito menos espaço e muito menos energia e praticamente não aquecia. Até eu fui beneficiado e ganhei dinheiro com o advento do transistor. Virou febre aqueles radinhos portáteis que cabiam no bolso e no colégio, no regime de internato, era proibido usar rádio no dormitório, por isso os radinhos que cabiam na palma da mão e no bolso eram os mais usados e mais fácies de esconder, mas tinha o inconveniente de consumir muita energia de pilhas que ainda eram caras. Então eu, metido a entender alguma coisa de eletrônica, comecei a fabricar fontes de três volts para o pessoal ligar os radinhos nas tomadas dos quartos. Era uma fonte que convertia os 117 volts alternados (AC) das tomadas para 3 volts de corrente contínua (DC) adaptado nos radinhos. Mas os americanos, e especialmente o Sr. William Bradford Shockley, o inventor do transistor, não sabiam o que fazer com ele. Os japoneses tomaram o invento e criaram muita coisa portátil usando transístor. Foi daí pra cá que os equipamentos eletrônicos passaram a ser portáteis e menores facilitando o transporte. Esse nosso herói, inventor do transistor, era filho de um trabalhador das minas de carvão que lutava para sobreviver, mas falava oito idiomas. Já o filho, William B. Shockley alcançou o PhD em Ciências. Após receber o doutorado, se juntou a um grupo de cientistas que trabalhavam com física em estado sólido. Com o advento da segunda guerra, William se envolveu com a fabricação de radares. Os trabalhos dele tiveram influência inclusive nos bombardeios atômicos em Hiroshima e Nagasaki forçando o Japão se render e terminar a guerra. O transistor, substituindo as válvulas eletrônicas, é o elemento ativo mais importante em praticamente todos os aparelhos modernos a ponto de muitos considerarem a invenção do transistor como a invenção maior do século XX. Sua produção em massa facilitada pelas indústrias de componentes eletrônicos aliada a um custo extremamente baixo, coisa de centavos, é que faz o sucesso que ele alcançou. Os transistores são feitos de silício ou de germânio, que são materiais semicondutores. A invenção do transistor revolucionou o campo da eletrônica e escancarou o caminho para a produção de rádios, calculadoras, computadores bem menores e bem mais baratos. Talvez por isso seu inventor, William Shockley, foi merecedor do prêmio Nobel de Física em 1956. Pequeno, mas muito funcional e realmente resolve! Alguma semelhança com o cristão, embora pequeno e quase insignificante, que pode realizar grandes coisas para Deus? É assim que funciona, o transistor resolve na eletrônica e nós podemos fazer muito no reino de Deus.

Os comentários estão encerrados.