Voluntariado Hi7
29/08/2019
Culto de Adoração (Sábado 31/08/2019)
30/08/2019

Meditação diária de 30/08/2019 por Flávio Reti – Warren Edward Buffett

30 de agosto

Provérbios 22:19  “Para que a tua confiança esteja no Senhor, a ti tos fiz saber hoje, sim, a ti mesmo”

Warren Edward Buffett

Já ouviu falar em Berkshire Hathaway, uma Companhia que supervisiona um conglomerado de empresas norte americanas subsidiárias? Esse pool de empresas teve, nos últimos 45 anos, um crescimento de 21% e está empregando atualmente 246.000 funcionários e quase zero de dívida no mercado acionário. Pois bem, Warren Buffett é o diretor geral executivo e presidente do Conselho diretivo dessa companhia que possui agora uma vasta gama de empresas, incluindo ferrovias, empresas de produção de doces, aspiradores de pó, vendas de joias, jornais, lojas, artigos de decoração, enciclopédias, fabricação e distribuição de uniformes, bem como vários serviços públicos de gás e energia elétrica. Ele é atualmente o mais bem sucedido investidor deste século a tal ponto de ganhar o apelido de oráculo de Omaha, sua cidade natal. Em 2010, ele e Bill Gates, outro tremendo bilionário, começaram um movimento denominado “Giving Pledge” (compromisso de doar) para recrutar bilionários para fazer um compromisso de doar até a metade de suas fortunas para obras de caridade, durante a vida ou em testamentos para depois da sua morte e vêm obtendo sucesso. Como seu pai havia sido corretor na Bolsa de Nova York e membro do Congresso americano, Warren desde criança demonstrou interesse em guardar dinheiro para fazer mais dinheiro. Com 9 anos ele já saía de porta em porta vendendo balas, coca-cola, revistas. Na adolescência passou a vender bolas de golf remanufaturadas e customizar carros. Nascido em 1930, com 15 anos, em 1945 ele fez parceria com um amigo e comprou a primeira máquina de pinball por 25 dólares e a colocaram numa barbearia, mas ao final de um ano eles já eram donos de dezenas delas em diferentes estabelecimentos comerciais. Com 10 anos ele foi visitar o New York Stock Exchange (seria a bolsa de valores de lá) e comprou suas primeiras ações pra ele e pra sua irmã. Antes de terminar o ensino médio, ele já tinha 90.000 dólares aplicados e já era dono de uma fazenda, mas não deixou de estudar e se formou em Bacharel em Economia. Logo após seu casamento, sua fortuna já contava 174.000 dólares quando ele criou a primeira empresa própria de investimentos. Em seguida ele comprou uma casa de 5 quartos em Omaha, no Estado do Nebraska por 31.500 dólares e até hoje mora nela e que vale atualmente 750.000 dólares. Ao ver sua argúcia e visão de economia, outros sócios se juntaram a ele e a empresa cresceu grandemente e em 1962 acumulava 7.178.000 dólares dos quais 1.025.000 eram dele. Foi comprando ações e criando e comprando novas empresas que ele, em 2008, chegou a ser o homem mais rico do mundo na frente de Bill Gates com uma soma total de 60 bilhões de dólares na conta pessoal. Seu investimento mais lucrativo foi a compra de 7% das ações da Coca-Cola por 1.02 bilhões. Hoje, praticamente, não existe empresa americana onde Warren Buffett não tenha alguma participação. Dono do mundo, você diria? Quase! Entre 2002 e 2008 ele investiu na única moeda estrangeira na sua vida, e para espanto nosso foi em Real, a moeda brasileira e como o dólar recuou nesse período 17.5%, ele lucrou 2.3 bilhões de dólares. Cuidado, disse o apóstolo Paulo, “porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males” (I Tim.6:10).

Inicialmente Buffett se declarava Presbiteriano, mas hoje ele se diz agnóstico. Ele não usa celular, não tem um computador pessoal na sua escrivaninha e prefere dirigir seu próprio automóvel, um cadilac antigão.

Pergunta-se: O que esse homem vai fazer com tanto dinheiro? Poderá ele comprar a salvação? A bíblia é clara, somos salvos pela graça, mediante a fé que opera pelas obras, mas ele é agnóstico! Então, só Deus sabe.

Os comentários estão encerrados.