Meditação diária de 29/04/2019 por Flávio Reti – Joaquim Osório Duque Estrada
29/04/2019
Meditação diária de 01/05/2019 por Flávio Reti – Carl von Linné
01/05/2019

Meditação diária de 30/04/2019 por Flávio Reti – Adolf Ritler

30 de abril

Mateus 24:6  “E ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque forçoso é que assim aconteça…”

Adolf Ritler

Político alemão, líder (führer) do partido nazista que veio a ser o ditador na Alemanha e foi o maior insuflador da II grande guerra mundial que envolveu toda a Europa principalmente e o principal louco que perpetrou o holocausto, que foi a morte de 6 milhões de judeus nos campos de concentração e nas câmaras de gás. Hitler nasceu na Áustria e se mudou para a Alemanha para servir no exército alemão durante a I guerra mundial. Se aproximou do partido dos trabalhadores e foi se fazendo líder até dar um golpe de estado para tomar o poder na Alemanha, mas foi malogrado e acabou preso. Mesmo na prisão, ele não perdeu tempo, e foi escrevendo seu único trabalho literário denominado “Mein Kampf” (minha luta) e ao sair da cadeia promoveu suas ideias de dominação alemã, de antissemitismo e de anticomunismo se valendo de sua forte propaganda e de seu carisma. Costumava dizer que o sistema capitalista e comunista eram parte de um plano de conspiração na mente dos judeus. Hitler costumava dizer que a Europa estava dominada por franceses e por ingleses e passou a pregar um movimento de uma nova ordem com ideologia nacional socialista e para isso precisava eliminar os judeus e começar criando uma raça alemã pura (o arianismo), porque, segundo ele, os judeus eram uma raça fraca e pelas leituras de Darwin, a sobrevivência era sempre do mais forte eliminando os mais fracos. Depois que ele armou a Alemanha, a primeira coisa que fez foi invadir a Polônia com a política de criar mais espaço para a Alemanha. Depois dessa invasão, o Reino Unido e a França declararam guerra, mas Hitler, muito teimoso, ordenou a invasão da União Soviética também. Os países ofendidos se uniram e a Alemanha passou a sofrer derrotas uma atrás da outra até se render em 1945. Vendo-se cercado e sem saída, Hitler e sua consorte Eva Braun se suicidaram para evitar serem capturados pelo exército vermelho. Sua herança para o mundo foi o maior genocídio da história motivado pela ideologia racial que além dos 6 milhões de judeus mais de um milhão de outras nacionalidades que ele considerava untermenschen (sub humanos) também foram mortos pelo regime nazista de Hitler. Com a instalação da II guerra, 19.3 milhões de civis e prisioneiros de guerra foram extintos como resultado do conflito, sendo até hoje considerada a guerra sem precedentes e que mais matou no mundo. Bem, o mundo não é e nunca foi um lugar seguro para se viver. Hoje, falar em guerras é rotina diária, porque em algum lugar desse mundo está se desenvolvendo alguma guerra. Mas a pior guerra ainda está por vir e que será o desfecho do grande conflito iniciado por satanás onde serão envolvidos todos os cristãos fieis e sinceros que estarão vivos nos últimos dias que antecedem a volta de Jesus. Os fieis filhos de Deus serão perseguidos e até mortos por serem acusados de responsáveis pela caótica situação em que o mundo estará vivendo nos últimos dias da história deste mundo. Cabe-nos estar firmes e alicerçados na bendita promessa feita por Jesus: Virei outra vez!

Os comentários estão encerrados.