Meditação diária de 28/02/2020 por Flávio Reti – O Calendário
28/02/2020
Meditação diária de 01/03/2020 por Flávio Reti – Câmara Fotográfica
01/03/2020

Meditação diária de 29/02/2020 por Flávio Reti – Cama Hospitalar

29 de fevereiro

Mateus 11:29  “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e achareis descanso para vossas almas”

Cama Hospitalar

Se está doente, fique deitado. Mas onde? Numa cama? Que tipo de cama? Uma cama onde o doente se sinta confortável, porque já basta a dor da doença ou do acidente. Mas uma cama hospitalar leva em conta vários conceitos, é algo muito bem pensado para dar conforto e facilitar o tratamento devido a cada paciente que dela se utilizar. Vamos por parte: Uma cama hospitalar tem grades na lateral para evitar que o paciente role e caia durante a noite enquanto dorme. Possui rodas deslizantes para movimentar e levar o paciente de um lugar para outro sem retirá-lo da cama. Ele pode ir para a sala de raio X, para sala de cirurgia, de parto, de medicação específica sem ser retirado da cama. Seu leito é articulado em três secções, na cabeceira, no centro e nos pés. Através de uma manivela adaptada por baixo da cama, cada parte pode ser elevada, abaixada, inclinada a gosto da necessidade. Todos esses recursos vistos em uma cama hospitalar são obrigatoriamente regidos por normas técnicas que têm a ver com a certificação de equipamentos hospitalares. Uma cama mecânica ou eletromecânica não foi concebida de uma hora para outra, ela é resultado de anos de observação, de análise da necessidade, da equação custo benefício até se chegar no que representa uma simples cama hospitalar. Não é uma tábua em cima de alguns tijolos, como fazem os trabalhadores da construção civil na hora do descanso do almoço. Eles improvisam a tábua como cama, o tijolo como inclinação, um saco de cimento vazio enrolado noutro tijolo como travesseiro e dormem por alguns minutos. Mas um paciente numa cama hospitalar não vai dormir alguns minutos, ele vai muitas vezes passar dias hospitalizado, muitas vezes sem poder se movimentar e, logicamente, ele precisa de algum conforto, aliás, ele já está debilitado pelo seu problema. Bem, mas o projeto de cama hospitalar evoluiu e hoje temos camas elétricas, automáticas, com controle remoto, com o que há de melhor em termos de tecnologia, no entanto, eu ainda fico com a seguinte informação bíblica: “As raposas têm seus covis, as aves do céu têm ninhos, mas o filho do homem não tem onde reclinar a cabeça” (Luc.9:58). Isso Jesus disse quando um homem manifestou o desejo de segui-lo, talvez por algum interesse imediato. Jesus não era um doente, não precisava de cama especial, hospitalar, para dormir. Mas como um pregador ambulante muitas vezes ele se achava longe de sua casa e dependia da bondade de outras pessoas. Ele não tinha uma cama para dormir, logo, deve ter dormido mal muitas vezes. E nós reclamamos quando nossa cama não é uma King size, nosso colchão não é de molas ensacadas, nosso travesseiro não é de penas de ganso. Conclusão: Ainda temos muito para aprender com o manso e meigo Jesus.

Os comentários estão encerrados.