Meditação diária de 27/07/2020 por Flávio Reti – Microprocessador
27/07/2020
Meditação diária de 29/07/2020 por Flávio Reti – Mimeógrafo
29/07/2020

Meditação diária de 28/07/2020 por Flávio Reti – Microscópio

28 de julho

Salmos 119:18  “Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da tua lei”

Microscópio

A literatura afirma que o microscópio foi inventado no final do século XVI por dois holandeses, pai e filho, Hans Janssen e seu filho Zacarias Janssen, os dois fabricantes de óculos na Holanda. Mas antes deles, um outro holandês de nome Antonie van Leeuwenhoek, em 1660, já havia feito descobertas biológicas, com um microscópio de uma única lente, em diversos materiais, entre eles os embriões das plantas, os glóbulos vermelhos do sangue e foi ele também quem descobriu a presença de micróbios, hoje conhecidos como micro-organismos. Imagine como vivia a população antes da invenção do microscópio no meio de bactérias e micro-organismos sem dar conta de que eles existiam. Se tinham uma simples gripe não sabiam que era a infestação de vírus. Quantos não morreram de diarreia sem saber que era uma virose intestinal. A invenção do microscópio foi uma invenção fenomenal para o mudo! Agora pense: Se um microscópio rudimentar, com uma única lente, já permitia tanta descoberta, imagine com os microscópios modernos munidos de várias lentes, um jogo de lentes, e se isso tudo não bastasse ainda temos o microscópio eletrônico com um poder de ampliação muito maior. Hoje se sabe que o átomo é dividido em elétrons, prótons e nêutrons e que eles também são divididos em uma família de quarks. Um microscópio eletrônico é capaz de permitir um aumento de até 100 milhões de vezes permitindo a observação da superfície de macromoléculas, como é o DNA dos seres vivos. O olho humano tem uma limitação que só permite enxergar até 0,2 mm, menor do que isso não é possível enxergar a olho nu. Uma célula de tecido humano e sua composição não é possível enxergar sem o auxílio de um microscópio. A micro biologia, a micro ciência não existiriam hoje sem a invenção do microscópio. Hoje todos podem ver o que antes ninguém via e mesmo assim nossa visão ainda continua tacanha, porque não conseguimos ver além, olhar para frente e ver o futuro, o que vem depois. Alguns até dizem que o ser humano não enxerga um palmo na frente do nariz e em termos de futuro é verdade. O que sabemos do futuro é através das profecias, através das informações de Jesus, dos apóstolos, dos profetas inspirados por Deus mesmo. Nem a previsão do tempo os homens conseguem fazer com precisão, mas as profecias vêm se cumprindo fielmente tal e qual foram anunciadas pelos profetas. Talvez por isso que o apóstolo Pedro afirmou que as profecias são como uma luz que alumia em lugar escuro (II Pedro 1:19). Provavelmente, no céu nós vamos ver tudo com a visão desanuviada e mais aguda, assim espero.

Os comentários estão encerrados.