Meditação diária de 26/04/2020 por Flávio Reti – Drone
26/04/2020
Meditação diária de 28/04/2020 por Flávio Reti – Eletroimã
28/04/2020

Meditação diária de 27/04/2020 por Flávio Reti – Eletricidade

27 de abril

I Crônicas 29:12  “…na tua mão há força e poder, na tua mão está o engrandecer e o dar força a tudo”

Eletricidade

Quanta coisa neste mundo você já conhece movida a eletricidade? Muitas? Mas saiba que o homem aprendeu a usar a eletricidade e até hoje não sabe com certeza o que é eletricidade. Ele descobriu, por exemplo, que eletricidade é o fluxo de uma carga elétrica, ou o movimento de um potencial elétrico aproveitado para produzir algum trabalho. Nos relâmpagos, no peixe elétrico, na bateria existe carga elétrica, mas o que é mesmo eletricidade? Além de tudo ela pode ser sentida como campo magnético, indução magnética. O homem descobriu que quando uma corrente circula por uma bobina ela gera ao seu redor um campo magnético, isto é, ela se transforma em um imã que atrai ou expulsa outra carga semelhante. Esse é o princípio que faz um alto falante funcionar. E descobriu o contrário também, que quando uma bobina se movimenta dentro de um campo magnético, ela gera uma corrente elétrica. Esse é o princípio que faz um microfone funcionar. Complicado? Imagina agora que o primeiro a estudar a eletricidade foi Thales de Mileto nascido no ano 623 antes de Cristo. Tudo começou quando se descobriu que uma resina chamada “âmbar” quando atritada contra a pele se eletrizava. Desde 2700 anos antes de Cristo o homem já ficava intrigado com as descargas elétricas do peixe, da arraia no antigo Egito, na Grécia e continuou no Império Romano o homem iluminando a casa com lamparinas indiferente a quanta energia elétrica havia ao seu redor. Descobriu-se mas não se sabia como aproveitá-la e os primeiros avanços científicos com a eletricidade começam no século XVII mas não deslancharam muito e as aplicações práticas da eletricidade permaneceu quase indiferente, muito limitada, mas no século XIX começa seu uso a ser generalizado e a engenharia foi descobrindo quão versátil realmente era ela a ponto de ser utilizada no transporte, no aquecimento, na iluminação, nas comunicações e mais recentemente na computação. Dizem que ninguém mais hoje sobrevive sem internet, mas a própria internet não existe sem a eletricidade, logo, ela é a fonte primária da indústria moderna e não há como não depender dela daqui para o futuro. O mundo passou a ser outro depois que o homem aprendeu a usar a eletricidade, mesmo que até hoje não saiba tudo sobre ela, mas ela é um potencial à nossa disposição em quase tudo. Semelhantemente, nosso Deus é um tremendo potencial para guardar e dirigir nossa vida e, embora não saibamos tudo sobre ele, podemos usufruir da sua força no nosso viver diário. É uma comparação pífia, mas em Deus está o manancial da vida e uma força tal que desconhecemos.

Os comentários estão encerrados.