Comentários da Lição 13 (1o Trim/2020)
27/03/2020
Feliz Semana
28/03/2020

Meditação diária de 28/03/2020 por Flávio Reti – Clip para papel

28 de março

Gênesis 12:2  E farei de ti uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome. Sê tu uma bênção”

Clip para papel

Existe na Noruega uma estátua, ou um monumento, no formato de um clip de papel. Tudo porque o clip de papel que conhecemos hoje foi criado por um inventor norueguês, lá pelo ano 1899 e durante a segunda guerra mundial o clip passou a ser usado na lapela dos habitantes da Noruega como um símbolo de união contra os nazistas. Então, a estátua, ou monumento, é para comemorar aquela faze da história em que muitos países se solidarizaram contra o nazismo. Mas como o norueguês Johan Vaaler não registrou a patente de seu invento, em 1900, dois americanos registraram sua patente própria da sua versão do clip com algumas melhorias no material do qual era feito, um pouco melhor do que o usado na sua versão original de Johan Vaaler. Hoje, se você for a um bazar, você poderá encontrar uma grande variedade de clips de metal, de plástico e de tamanhos diferentes. No processo de fabricação do clip, como o conhecemos atualmente, usa-se arame de aço para dar uma certa elasticidade de poder abrir e fechar sem se deformar, porque se o limite de elasticidade for muito baixo, o clip poderá se abrir e não voltar para sua posição de descanso normal. O problema da maioria dos clips é nas pontas dos arames usados que podem conter rebarbas e rasgar o papel que se pretende prender. O processo de fabricação do clips é mais ou menos semelhante a um palito qualquer. Toma-se um pinheiro enorme, corta aos pedaços e através de máquinas especiais fazem os palitos. Falando de um palito de fósforo, alguém disse que “fazem um pinheiro sofrer tanto para brilhar apenas alguns segundos”. O clip também, vem em enormes bobinas de aço e o fio passa por máquinas que vão cortando em pedaços e entregando para outra máquina dobradeira que vai dobrando para dar forma e daquela enorme bobina de aço sai um simples clip que vai permanecer um tempo numa gaveta de escritório, ou em cima de uma mesa de escritório e lá um dia vai ser usado para cumprir sua missão, prender juntos alguns papéis. Quando abrimos uma caixa de clips podemos achar que demorou muito para se fazer tantos clips, numa caixa de 1.000 deles, por exemplo, mas a máquina é ágil e veloz e faz milhares de clips por hora num processo automático. É bom lembrar que fazer clips é um processo eficiente de se fazer um produto simples e eficiente, mas que resolve muitas vezes em diversas circunstâncias e ninguém para pra pensar nele. Você e eu podemos ser esse clip que embora simples podemos ser eficientes para assegurar alguma coisa importante na vida. O clip nunca sabe o que está no papel que ele prende e nós também não sabemos, muitas vezes, o valor da oportunidade que temos nas mãos. Mas podemos ser uma bênção como é útil um clip.

Os comentários estão encerrados.