Conheça o Pr. Carlos Campitelli, pregador da Semana de Oração de 2019-03
26/03/2019
Conheça os Temas da Semana de Oração de 2019-03
27/03/2019

Meditação diária de 27/03/2019 por Flávio Reti – Marlon Brando Junior

27 de março

Eclesiastes 7:12  “…mas a excelência da sabedoria é que ela preserva a vida de quem a possui”

Marlon Brando Junior

Todo mundo já viu seus filmes e todo mundo conhece o que foi considerado um dos maiores atores de influência nos Estados Unidos. Ele foi parceiro de Charles Chaplin e de Marylin Monroe e figurava entra as cem pessoas mais influentes na história de Holliwood com seus atores e filmes, uma máquina de criar lazer e de ganhar dinheiro. Sem falar que Marlon Brando era um grande ativista na luta dos negros americanos contra o racismo e também defensor acirrado da causa dos índios americanos. Mas Marlon Brando nem sempre foi esse sucesso todo que a mídia propaga fazendo dele um herói, um inimitável cidadão acima da crítica.  Filhos de pais separados, viveu parte de sua infância com a avó materna em Santa Anna, na Califórnia, e depois seus pais se juntaram novamente e rumaram com a família para o estado de Illinois. Apesar de ser talentosa, sua mãe era viciada na bebida alcoólica e sempre foi uma mãe ausente. As consequências logo apareceram e Brando foi expulso da escola onde estudava. Com dezesseis anos ele foi para a academia militar, no estado de Minnesota, mas ao tentar fugir do rigor da escola e do confinamento, ele mais uma vez foi expulso da escola. Em seguida ele resolveu procurar suas irmãs que estavam morando em Nova Iorque, onde uma delas era pintora e a outra já trabalhava como atriz, e lá ele se enveredou pela carreira de ator. Deu sorte, porque as peças onde ele atuava começaram a aparecer nas telas dos cinemas e Marlon começou a despertar, pela primeira vez, o interesse dos diretores de cinema que colocavam Brando nos filmes em que apareciam cenas de delinquência, quadrilhas, movimentos grevistas e num dos filmes em que ele era o motoqueiro vestido a caráter numa moto Triumph Thunderbird 6T ele passou a atrair a atenção da juventude e o sucesso pleno começou a fluir. Ganhou seu primeiro Oscar, o que todo ator quer na vida. Você vai se lembrar de alguns filmes onde ele protagonizou: O Poderoso Chefão, O Último Tango em Paris, o Apocalipse entre outros. Mas, tudo tem um mas, ele se retirou do foco dos holofotes e foi morar numa ilha de sua propriedade na Polinésia Francesa e o dinheiro foi se acabando e ele tentou voltar para a carreira cinematográfica e não emplacou mais desde que um de seus filhos assassinou o namorado da irmã e esta finalmente se suicidou e ele mesmo pouco depois contraiu pneumonia e finalmente morreu de insuficiência respiratória. Assim terminou a saga de Marlon Brando, o galã do cinema americano com sucesso no mundo todo.  Assim é nesta vida, o sucesso que parece ser eterno é passageiro, nós mesmos passamos com o tempo e parece que voamos. Essa história deve servir para nos despertar para o fato de que esta vida é passageira e que dela nada devemos esperar. Nossa âncora deve estar firmada na promessa de vida eterna deixada por Jesus, esta sim vale a pena lutar por ela. Mas isto parece que ninguém quer pôr nas telas do cinema para todo mundo ver e sentir.

Os comentários estão encerrados.