Meditação diária de 26/01/2021 por Flávio Reti – Por que os pijamas possuem bolsos?
26/01/2021
Culto de Oração
27/01/2021

Meditação diária de 27/01/2021 por Flávio Reti –Por que o sinal de parar é vermelho e o de avançar é verde?

27 de janeiro

Isaías 2:5  “Vinde, ó casa de Jacó, e andemos na luz do Senhor”

Por que o sinal de parar é vermelho e o de avançar é verde?

Existe uma convenção internacional que define as cores do semáforo (também chamado de sinaleiro, sinal, de farol) como vermelho para parar, verde para seguir e amarelo para prestar atenção. Com raras exceções serão outras cores. No Japão, por exemplo, não é cor verde para seguir, mas a cor azul. Nos Estados Unidos eles não chamam a cor amarela de yellow, como se supõe, mas de “ambar”. Se estamos seguindo com o semáforo verde para nós, é sinal que a rua ou avenida onde estamos naquele momento é a preferencial. Se estiver vermelho para nós, é sinal de que a preferencial é a outra que cruza naquele momento. A cor vermelha já era usada como a cor que simbolizava perigo desde dos tempos em que as legiões romanas cruzavam o mundo há mais de 2.000 anos. O registro do primeiro semáforo instalado consta que foi na Inglaterra, no ano de 1868, nas proximidades da ponte do palácio de Westminster. Foi concebido por um engenheiro ferroviário e funcionava à distância através de cabos que eram acionados de dentro de uma torre. Os cabos puxavam um braço preso no poste que se levantava e se baixava conforme a vontade do controlador. Um ano depois de inaugurado, como era iluminado a gás, ele explodiu matando um agente policial e foi desativado. Depois dessa experiência, o próximo farol foi instalado em Cleveland, em 1914. Esse farol de Cleveland é atribuído a um afrodescendente americano de nome Garret Morgan, em 1877, que depois vendeu seus direitos para a General Electric. Em qualquer lugar do mundo, a luz vermelha, sinal de parar e esperar, sempre está acima das outras, ou à esquerda quando o semáforo é horizontal, isso para ajudar pessoas que possam ter algum defeito de visão para identificar as cores, como o Daltonismo. Mas hoje as ruas têm mais do que sinaleiras, ou semáforos, elas têm câmeras que flagram os motoristas desobedientes no trânsito, fazem uma foto indesejada que o motorista recebe depois em casa pelos correios. Se as luzes de um semáforo orientam e punem os motoristas desavisados, a lei de Deus orienta e também pune os crentes desobedientes. Os dez mandamentos dados por Deus são muito mais antigos do que o mais antigo semáforo de Londres. O de Londres caiu em desuso e foi desativado, mas a lei de Deus continua tão atual como os mais sofisticados semáforos modernos. Convém obedecê-la ou teremos problemas com a justiça divina.

Os comentários estão encerrados.