Meditação diária de 25/02/2020 por Flávio Reti – A Cafeteira
25/02/2020
Meditação diária de 27/02/2020 por Flávio Reti – A Calculadora
27/02/2020

Meditação diária de 26/02/2020 por Flávio Reti – Caixa de som

26 de fevereiro

I Samuel 3:9  “Fala Senhor, porque o teu servo ouve”

Caixa de som

Pra nós leigos em tecnologia de som, qualquer caixa com um alto falante dentro é uma caixa de som, não é? No entanto, não é bem assim, existe uma tecnologia na área de física muito complicada na fabricação das caixas, dependendo do resultado que se deseja no final. O som tem propagação diferente dependendo da sua frequência, então, os técnicos separam em agudos, médios e graves, e até dão nomes sofisticados para leigo não entender mesmo, como agudos, middle range, sub woofer e woofer. Resumindo, uma caixa de som é uma espécie de caixa de madeira, de plástico e revestida com abafadores, refletores para melhorar a qualidade do som reproduzido nos alto-falante da caixa. Sabe-se que os sons agudos se propagam mais rápido do que os graves e por isso as caixas devem lidar com isso para que as duas faixas de frequências de som cheguem juntas ao ouvido do cidadão que está na frente da caixa, assim trabalha-se com a frequência para melhorar o tempo da resposta sonora. Com isso vamos ter infinidades de caixas acústicas, diferentes em tamanho, diferentes em função, diferentes para se adaptar ao ambiente, se interno ou externo, se vai ficar no alto, se em baixo, se o som vai ficar circunscrito ao auditório ou se vai ser projetado para fora, para o ar livre. Para cada caso, um engenheiro de som deverá dar a palavra final, porque a maioria de nós somos leigos no assunto. E ainda não tocamos no som estéreo, no som sorround, na microfonia, que são outros recursos sonoros muito bem trabalhados. E por que tanta preocupação e tanta tecnologia com as caixas de som? Exatamente porque o som reproduzido não é original, ele vem de um equipamento eletrônico que o reproduz, o amplifica e também o distorce e nós precisamos ouvir e ouvir bem. Mesmo sendo emitido direto da boca do falante ao ouvido do ouvinte muitas vezes entendemos o que não foi dito nem pensado pelo emissor. Quantos relacionamentos partidos por mal entendidos! Para Deus, parece que apenas ouvir não é suficiente a fim de provar a fé, porque ele mesmo diz “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor (Is.1:18), noutro lugar ele mesmo diz “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais ele fará” (Sal.37:5). Ouvir faz parte, mas Deus tem outros caminhos para se fazer entender por nós. Não precisa de caixa de som, nem de tecnologia, porque Deus fala direto ao coração.

Os comentários estão encerrados.