Meditação diária de 25/02/2019 por Flávio Reti – George Harrison
25/02/2019
Meditação diária de 27/02/2019 por Flávio Reti – Flavius Valerius Constantinus
27/02/2019

Meditação diária de 26/02/2019 por Flávio Reti – William Frederick Cody

26 de fevereiro

I João 2:22  “Quem é o mentiroso se não aquele que nega que Jesus é o Cristo?”

William Frederick Cody

Aposto que você não tem a mínima noção de quem foi William Frederick Cody, ainda mais que ele nasceu em 26 de fevereiro de 1846 e morreu em janeiro de 1917. Mas se eu disser sua alcunha, com certeza você já ouviu falar, especialmente pelos filmes que ele inspirou e alguns que ele protagonizou. Se apelido era Búffalo Bill, um aventureiro americano que matou milhares de búfalos em pouco tempo e ganhou esse apelido, porque além de caçar búfalos ele teve a ideia de fornecer carne para os trabalhadores da Companhia de Estrada de Ferro que começou a ser construída nas terras planas do seu Estado natal, Iowa. A carne que ele fornecia vinha dos búfalos que ele matava e em um ano chegou a abater mais de cinco mil animais, daí, lógico, herdou sua bem merecida alcunha de Búffalo Bill. Mas, depois de construída a ferrovia e acabado o número de búfalos selvagens, ele se viu obrigado a procurar outras ocupações e com isso chegou a ser membro da cavalaria americana, mensageiro do correio Pony Express, gerente de hotel, ferroviário da mesma estrada de ferro que viu sendo construída e finalmente condutor de carruagens, chamadas de diligências. De repente ele inventou de estrear com um show onde apresentava cavalos e cavaleiros fazendo uma parada, desfilando pelas ruas com índios participando, atiradores como ele, e foi mesclando com turcos, árabes, mongóis usando cavalos de raça e vestidos com roupas típicas. Essa foi sua sacada, investir na carreira de artista, e assim ele levava seu show de cidade em cidade acabando por ficar famoso. Com isso ele ganhou dinheiro e fama e acabou emprestando seu nome, aliás, seu apelido, para inspirar os filmes de faroeste, aqueles que contam a saga da interiorização dos Estados Unidos, a busca do ouro das montanhas Rochosas que ficam na parte Oeste dos Estados Unidos. Eu destacaria o fato dele ficar famoso pelo apelido e não com seu nome exato. O mesmo se deu com satanás, cujo nome inicial era Lúcifer (Lucis fero do Latim) que significava portador de Luz, mas veio a ser satanás, diabo, o maligno, pelos quais é mais conhecido. De qualquer modo, cuidado com ele, pois ele é hábil na arte de enganar. Ele foi mentiroso desde o princípio e quando fala mentira ele fala de si mesmo pois é o pai da mentira (João 8:44). Assim como pouca gente conheceu Búfalo Bill pelo seu nome verdadeiro, muita gente também desconhece o nome inicial verdadeiro de satanás, o anjo Portador de Luz, ou Lúcifer, latinizando o nome. E assim como muita gente desconheceu as atividades nas quais Búffalo Bill se meteu para deixar seu nome famoso, muita gente também desconhece as atividades nas quais satanás se meteu para deixar seu nome também famoso, mas é uma fama negativa, afinal ele era o regente do coro celestial, o querubim de posição mais elevada depois do próprio Cristo, mas pelo orgulho veio a ser o que é hoje, o grande enganador e o pai da mentira. Cuidado com ele, porque ainda é um anjo, embora caído e com a sentença decretada.

Os comentários estão encerrados.