Um Abençoada Semana
23/05/2020
Meditação diária de 25/05/2020 por Flávio Reti – Fogão a Gás
25/05/2020

Meditação diária de 24/05/2020 por Flávio Reti – Fita métrica

24 de maio

Apocalipse 22:12  “Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa para retribuir a cada um segundo a sua obra”

Fita métrica

Ninguém precisa ser costureiro ou alfaiate para dizer que sabe o que é uma fita métrica. É uma fita usada para medir comprimento e distância em tecidos e é graduada segundo nosso sistema métrico decimal. Há também aquelas fitas métricas retráteis, usadas mais pelos pedreiros e carpinteiros que são feitas de aço e que já vêm enroladas dentro de um invólucro que o profissional carrega na cinta e que aqui no Brasil recebem o nome de trena. O nosso sistema métrico é decimal, é divido em múltiplos e submúltiplos de 10. Foi um sistema inventado na França, por ocasião da revolução francesa, em função de todas as dificuldades que o comércio e a indústria encontravam diante dos diversos padrões de medidas existentes. O governo francês fez um pedido à Academia Francesa de Ciências para criarem um sistema de medidas que não sofresse variação, que fosse uma constante e não aleatória, arbitrária, porque os órgãos públicos não conseguiam conciliar e julgar em cima de tantas medidas existentes. Os investigadores, físicos, astrônomos e agrimensores iniciaram a tarefa já decidindo que a medida deveria ser uma fração da circunferência da terra na região do Equador terrestre. Assim, em junho de 1799, eles propuseram e depositaram nos arquivos da República de Paris dois protótipos feitos de platina iridiada representando o metro e o quilograma, medidas essas e pesos que, até hoje estão aos cuidados do Bureau Internacional de pesos e Medidas da França, não sofrem variação. Mas foi só em 1960 que esse sistema métrico padrão foi reconhecido internacionalmente e desde então os trabalhos científicos sempre são referidos em múltiplos e submúltiplos do metro em todo o mundo. O metro, a fita métrica, a trena que usamos são cópias daquele padrão guardado na França e serve de referência para o mundo. Mas você há de convir que nem tudo se mede com metro e se pesa com o quilo. Jesus disse para não julgar a fim de não ser julgado, não condenar a fim de não ser condenado, exatamente porque com a medida com que julgarmos sermos julgados e com a medida com que medirmos seremos medidos (Lucas 6:37). Como você pode ver, o padrão de medida de Deus não é o metro nem o quilo. O padrão de Deus, além de mais elevado, é santo e Deus sempre é referido como o justo juiz. Este é um pensamento que nos faz arrepiar, o fato de que um dia compareceremos diante do juiz de toda a terra para recebermos o veredicto das nossas ações, quer sejam boas ou más e julgados por um método diferente do que conhecemos aqui.

Os comentários estão encerrados.