Meditação diária de 21/08/2017 por Flávio Reti
21/08/2017
Contra ponto – Um estranho no ninho
22/08/2017

Meditação diária de 22/08/2017 por Flávio Reti

22 de agosto

Dia do folclore

Jeremias 10:3    “Pois os costumes dos povos são vaidade…”

Folclore não é só musiquinha de ninar, nem só historinhas do Jeca-tatu. É um amplo leque de histórias, costumes, comidas típicas, lendas, músicas, danças e tudo que envolve a tradição de um povo. Pela sua importância, o Congresso Brasileiro oficializou o dia 22 de agosto como o dia do folclore brasileiro.

Folclore é a cultura de um povo, o conjunto de suas tradições, de seus conhecimentos, de seus costumes e que vão dando feições ao povo da terra. O termo folclore tem sua origem no Inglês, por incrível que pareça (Folk + lore), que significa conhecimento, sabedoria popular, do povo, daquilo que o povo faz. Nosso folclore é muito diversificado e rico. Começa pelas tradições populares, passa pela nossa música, nossos remédios caseiros, nossas comidas típicas, nossas festividades, nossas histórias e lendas e tudo isso vai formando a base da nossa cultura. Há muitas histórias e lendas que só o Brasil tem. Exemplo disso é a lenda do Saci Pererê, do Curupira, do Boitatá, do Boto cor de Rosa, da Mula sem cabeça, do Lobisomem, e dá pra encher esta página. É nas escolas que o dia do folclore ganha cores diferentes. As professoras dão tarefas para a garotada das mais diversas. É ler uma lenda na sala de aula, é teatralizar uma história folclórica, é apresentar uma dança, uma música, é preparar um bolo típico, é vir vestido com trajes típicos de alguma região do Brasil, e por aí vai. Tudo muito bonito, até aqui. Começa a mudar de figura quando muitas dessas baboseiras começam a se passar por verdades. Há pessoas que não põem a cara pra fora de casa à noite porque têm medo de lobisomem. Para elas esse ser mitológico, folclórico, existe de verdade e pode ser perigoso, e engole as pessoas, e eu vou morrer, e… , quanta bobagem com valor de verdades. Já parou pra pensar que há muitas filosofias, muitas crendices que estão propositalmente tomando o lugar do “assim diz o Senhor”? Eu digo propositalmente porque faz parte da estratégia de satanás substituir a palavras de Deus pelas palavras de homens e onde não é possível substituir, ele procura misturar e, se não dá pra substituir e nem misturar, ele torce e distorce para ocupar a mente menos esclarecida com respeito à palavra exata de Deus. O folclore tem sua beleza nalgum ponto, mas tem suas armadilhas. O grande perigo é admitir mentiras com ares de verdade, quando na realidade não é verdade. A armadilha maior é para nossas crianças que estão nas escolas do mundo. Atrás de elementos folclóricos bonitinhos vêm teorias errôneas se contrapondo às escrituras. São em grande número as doutrinas errôneas e a ideias fantasiosas que estão ganhando terreno entre as igrejas da cristandade. Uma vez removido o marco fixado pela palavra de Deus, será impossível avaliar os resultados. “Na educação das crianças e dos jovens dá-se agora importante lugar aos contos de fadas, mitos e histórias imaginárias. Usam-se nas escolas livros desta natureza e encontram-se também os mesmos em muitos lares. Como podem pais cristãos permitir que seus filhos usem livros tão cheios de mentiras? Quando as crianças pedem a explicação de histórias tão contrárias aos ensinos recebidos de seus pais, a resposta é que essas histórias não são verdadeiras, mas isto não dissipa os maus resultados do uso das mesmas. As ideias apresentadas nesses livros desencaminham as crianças. Comunicam falsas ideias da vida, suscitando e nutrindo o desejo pelo irreal” (Lar Adventista, p.413).

É a energia viva do Espírito Santo que moverá os corações, não teorias aprazíveis e enganadoras. Apresentações fantasiosas não são o pão da vida, não podem salvar a alma do pecado” (Mensagens Escolhidas, vol.1, p.160). Tudo, nas palavras de Salomão, é vaidade, é correr atrás do vento. Já as palavras dos profetas é como uma luz que alumia em lugar escuro (II Ped.1:19). Conseguiu entender e relacionar?

 

Os comentários estão encerrados.