Meditação diária de 21/04/2020 por Flávio Reti – Despertador
21/04/2020
Meditação diária de 23/04/2020 por Flávio Reti – A Dinamite
23/04/2020

Meditação diária de 22/04/2020 por Flávio Reti – Detector de fumaça

22 de abril

Salmos 27:1  “O Senhor é a minha luz e a minha salvação, a quem temerei?”

Detector de fumaça

Pode parecer que não, mas existe aparelho que detecta fumaça no ambiente e dispara alarmes avisando do risco de incêndio. E como funciona isso? Simples! Dentro dele há uma pecinha eletrônica chamada “célula fotoelétrica”, na linguagem da eletrônica LDR (Light dependent resistor) resistor dependente de luz que sofre variação proporcional à quantidade de luz que recebe. Quando a fumaça entre, ela obscurece o ambiente, faz variar o fluxo luminoso, onde está o LDR que altera sua resistência acionando o alarme. O LDR é permanentemente iluminado com a luz vinda de um LED (Light Emission diode), um diodo emissor de luz. A presença da fumaça reduz a luminosidade provocando a queda de corrente suficiente para acionar outros circuitos e assim dispara o alarme. Em locais onde haja muita poeira, o detector de fumaça não funciona bem, porque a poeira pode enganar o sistema como se fosse fumaça tampando a luminosidade provocando disparo errático. Cada país tem suas leis que regulamentam o uso do detector de fumaça. A Austrália e o Canadá exigem que haja um em cada andar da construção, já os Estados Unidos exige um em cada local onde haja circulação de pessoas. Mas há um quesito que não pode ser ignorado: Os detectores dever estar constantemente ligados à rede elétrica, caso contrário eles não vão funcionar, ou na falta desta estar alimentados por baterias para emergência. Com isso vai encarecendo o sistema e no final pouca gente se preocupa em instalar detectores de fumaça em casa. Eu quase aposto que na sua casa não tem, porque no Brasil não existe, infelizmente, uma legislação que exija em todo o país sua instalação, embora seja de baixíssimo custo comparado ao valor da vida. Na realidade um detector de fumaça é um circuito eletrônico ótico, tem a ver com luz e ausência de luz, iluminado está tudo bem, falou luz dispara a sirene. O ponto nevrálgico para seu perfeito funcionamento é a alimentação elétrica que está por trás de tudo. Se faltar energia, o melhor dos circuitos, por mais caro que seja, não vai funcionar, será como se ele não existisse no ambiente. Por comparação, não é a mesma coisa conosco? Tudo que temos em nosso organismo, que pode estar em perfeito funcionamento, não irá funcionar se a vida, provinda de Deus, for desligada, cortada. Se estamos vivos, ligados, é porque Deus ainda continua nos alimentando de vida, na falta de vida, nosso organismo perece, se apaga. É bom pensar desse jeito, porque passamos a dar mais valor à vida e a ser mais gratos a Deus que nos mantém vivos até quando ele quiser. E lembre-se, vida só provém de vida. Em nenhum outro há algo que substitua essa vida que desfrutamos, é um dom de Deus.

Os comentários estão encerrados.