Dia do Jovem Adventista 2019
20/03/2019
Meditação diária de 22/03/2019 por Flávio Reti – Álvaro Inri Cristo Thais
22/03/2019

Meditação diária de 21/03/2019 por Flávio Reti – Willian Müller

21 de março

Daniel 8:14  “Até duas mil e trezentas tardes e manhãs e o santuário será purificado”

Willian Müller

Inicialmente Müller era um fazendeiro que havia estado nas forças armadas e como militar veio a ser um líder da comunidade onde morava, Low Hampton, no estado de Nova Iorque. Nas suas leituras, ele se deteve nas profecias do profeta Daniel onde estava relatado que “dentro de duas mil e trezentas tardes e manhãs o santuário será purificado” e se entusiasmou com ela e iniciou a busca da interpretação. Chegou à conclusão que se tratava do juízo investigativo na volta de Jesus. Müller havia, ao longo de sua vida, sido prefeito local, juiz de paz, xerife, além de militar chegando ao posto de tenente e depois a capitão voluntário e esteve na guerra entre Estados Unidos e Inglaterra em 1812. Ele foi também Maçon e chegou ao grau 27, mas desistiu por achar que maçonaria não se compatibilizava com suas ideias evangelísticas. Sua visão era de que a bíblia era a palavra de Deus e deveria se auto explicar. Assim que se desincompatibilizou ele entrou de cabeça no estudo da bíblia começando do Gênesis e analisando verso por verso até entendê-lo cabalmente. Quando chegou em Daniel 8:14, ele entendeu que as duas mil e trezentas tardes e manhãs representavam 2.300 anos literais e que a contagem do seu início começava em 457 a.C e terminaria em 1844 d.C. Entendeu também que a purificação do santuário seria a volta de Jesus e assim começou pregar. Quando houve a chuva de meteoros, em 1833, a população concluiu que ele estava mesmo falando a verdade e que dentro de alguns anos o fim do mundo chegaria. Sua pregação cresceu, iniciou na sua fazenda, depois na vila e em seguida foi para grandes cidades e se alastrou pelo país a ponto de líderes de muitas igrejas e muita gente aderir ao movimento de Müller que se denominou Millerismo ou Adventismo porque aguardavam a volta de Jesus em breve. Fazendo e refazendo seus cálculos das profecias, Müller concluiu que Jesus voltaria entre a primavera de 1843 até o outono de 1844, final dos 2300 anos da profecia de Daniel. O evento esperado não aconteceu, foi uma grande decepção para o grupo de crentes, e Müller com seus amigos pastores se entregaram ao estudo para descobrir onde é que estavam errados na interpretação das profecias. Do estudo desse grupo, ficou claro que Cristo entrou no santuário celestial, do qual o santuário de Moisés era uma figura, e não significava sua volta à terra e que a purificação do santuário não era a destruição da terra. Depois disto, Müller se refugiou em sua fazenda onde construiu uma igreja para os restantes do movimento, porque ele e seus adeptos foram expulsos de suas igrejas depois do grande desapontamento. Mas Müller morreu convicto de que estava no caminho certo. Daquele grupo restante que não desistiu por causa do grande desapontamento nasceu o movimento Adventista que hoje conta com mais de 20 milhões em todo mundo e já está pregando a volta de Jesus em mais de 2016 países, na certeza de que Jesus em breve virá e não tardará.

Os comentários estão encerrados.