Culto de Oração
20/01/2021
Meditação diária de 22/01/2021 por Flávio Reti – Por que as mulheres escolhem tanto se os homens são iguais?
22/01/2021

Meditação diária de 21/01/2021 por Flávio Reti – Por que existem tantas línguas no mundo?

21 de janeiro

Salmos 19:14  “As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu!”

Por que existem tantas línguas no mundo?

Porque a língua é um elemento vivo que se modifica a cada dia ao sabor daqueles que a utilizam. A vida vai mudando, as coisas evoluindo e a língua vai acompanhando para significar a intenção dos falantes. Nós falamos para expressar o que pensamos, ora, eu penso assim e me expresso do meu modo, o russo pensa do jeito dele e se expressa do modo dele. Pouco tempo atrás, antes da Internet, muitas palavras conhecidíssimas hoje não eram sequer pensadas, muito menos faladas. Veja a palavra você, que teve sua origem na palavra vossa mercê, onde mercê quer dizer misericórdia, bondade. Então, por questão de educação, pedia-se alguma coisa ao rei ou a qualquer autoridade se valendo da mercê dele. Vossa mercê poderia me conceder aquele campo? Ou aquela casa? Assim falava-se com ele através da mercê dele. Com o tempo passou a vosmecê, depois voscê e em seguida você que já está mudando para ocê, ou simplesmente cê, tudo bem com cê aí? Daqui a pouco teremos apenas o ^ e nada mais. Mas os filólogos conseguem traçar a origem e o desenvolvimento das línguas no mundo. Eles montam um esquema, semelhante a uma árvore cujo tronco se remonta ao Jardim do Éden e de lá vem ramificando até as 7.100 línguas existentes no mundo. Há países onde se falam 4 ou 5 línguas diferentes. Aqui mesmo no Brasil, além do Português, cada tribo indígena fala uma língua diferente. Há um livro documentário ETHMOLOGUE que cataloga todos os idiomas falado no mundo desde 1950. Aqui não inclui regionalismo nem sotaques. Os gaúchos têm seu regionalismo e os amazonenses têm o seu, mas ambos falam a mesma língua, o Português. Olha que curiosidade: O Império romano falava o Latim. Com o enfraquecimento do Império, cada cantão foi falando como quis ao seu modo e daí o Latim acabou se modificando nas chamadas Neolatinas, que são o Português, o Francês, o Italiano, o Espanhol, o Romeno, o Catalão, o Provençal. Alguns estudiosos preferem dizem que nós falamos o latim modificado. Bem, seja qual fora a língua que você fale, todo indivíduo tem a obrigação de falar bem a sua própria língua materna. Quem fala mal cria obstáculos às suas próprias aspirações. E falar bem não é falar difícil, é usar a palavra adequada para o momento certo. Mas que língua vamos falar no céu? Será a língua dos anjos?

Os comentários estão encerrados.