Meditação de Pôr do Sol 19/07/2019 por Francisco Pereira Neto
19/07/2019
Meditação diária de 21/07/2019 por Flávio Reti – Michael Schumacher
21/07/2019

Meditação diária de 20/07/2019 por Flávio Reti – Getúlio Dornelles Vargas

20 de julho

Salmos 20:1  “O Senhor te ouça no dia da angústia, o nome do Deus de Jacó te proteja”

Getúlio Dornelles Vargas

Aqui está um gaúcho controverso que nasceu em 1882 e morreu em 1954. Sua formação era de advogado que ingressou na política, então, podemos dizer que sua profissão era advocacia e política. Conseguiu manipular e ser presidente do Brasil duas vezes. Fez um governo popular e conseguiu ser conhecido como o governo dos pobres por causa da legislação trabalhista que criou e pelas políticas sociais que implantou no seu governo. Seu estilo de governar e sua política ficou registrada na história como Getulismo ou Varguismo. Ele não se importava que as pessoas o chamassem de doutor Getúlio ou que os mais chegados o tratassem simplesmente de Getúlio.  Até hoje sua política persiste nos partidos modernos PDT e PTB. Para muitos Vargas foi um herói da pátria que conseguiu romper com a velha república que vinha desde 1889, quando foi proclamada, até a revolução de 1930 quando o 13º presidente, Washington Luís, foi deposto por Vargas. Certa ocasião, os historiadores quiseram fazer uma pesquisa na árvore genealógica de Getúlio e chegaram até a Ilha dos Açores, Portugal, mas Getúlio, que não estava muito interessado, disse a eles o seguinte: “Nessa matéria de genealogia é melhor não aprofundar muito, porque às vezes pode-se ter a surpresa de acabar no mato (referindo-se a índios) ou na cozinha (referindo-se aos negros escravos)”. Mas ele tinha nos seus ancestrais o nome de Amador Bueno, grande proprietário de terras e administrador da antiga Capitania de São Vicente nos tempos do Brasil colônia. A vida de Getúlio está recheada de incidentes sobre sua vida no exército, afinal ele era militar, e foi obstinado a conter as disputas entre o Brasil e a Bolívia pela posse do Estado do Acre. Não precisa acrescentar muita informação sobre Vargas, mas é amplamente sabido que Getúlio se suicidou dentro do palácio do Catete, no Rio de Janeiro, com um tiro no peito. Ele se casou com uma jovem de apenas 15 anos (Darcy Lima Sarmanho) e teve com ela quatro filhos: Lutero, apelidado de Getulinho e que morreu cedo, Alzira, Jandira e Manuel Sarmanho, apelidado de Maneco que em 1997 também cometeu suicídio semelhante ao pai, Getúlio.

Veja, um homem influente, líder máximo da nação, por algum ato falho resolveu pôr fim à própria vida. E o que pensar nos milhões de pessoas que de uma maneira ou de outra estão igualmente pondo fim às suas vidas? O tempo está passando e o mundo não está apercebido de que o fim está próximo, que Jesus está voltando, e que esse mundo com todos os pecadores serão destruídos, e segundo a bíblia, não ficará nem raiz e nem ramo (Mal.4:1). A essa altura da vida é bom repensar nosso comportamento, nossa perspectiva de futuro e fazer um plano com Deus, afinal, as perspectivas desse mundo não são favoráveis. “Vêm dias, diz o Senhor, ardendo como fornalha, onde todos os soberbos e todos que cometem impiedade serão como restolho e o dia que está para vir os abrasará”. E onde vamos buscar abrigo? Certamente nas palavra de Deus que afirma que Deus é um “refúgio e fortaleza (Sal.46:1), socorro bem presente na angústia”.

Os comentários estão encerrados.