Feliz Sábado
19/06/2020
Feliz Semana
20/06/2020

Meditação diária de 20/06/2020 por Flávio Reti – Insulina

20 de junho

Mateus 5:48  “Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso pai celestial”

Insulina

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 16 milhões de brasileiros sofrem de diabetes e ainda segundo a mesma organização a taxa cresceu em cerca de 16% nos últimos dez anos. Só no Rio de Janeiro há uma incidência da doença na proporção de 10,5 casos para cada 100 mil habitantes. É uma doença de proporções globais e o Brasil ocupa o 4º lugar na lista dos países com a maior incidência de casos da doença. As causas são diagnosticadas como o sedentarismo, a obesidade e a má alimentação. As consequências são cegueiras, doenças renais, derrames e infartos, amputações. A glicemia, a taxa de açúcar no sangue, é provocada pela ausência de um hormônio responsável pela entrada do açúcar nas células e essencial pelo metabolismo dos sacarídeos. É um hormônio específico produzido no pâncreas e que vai facilitar a membrana das células dar passagem ao açúcar para dentro das células e quando isso não acontece o açúcar ingerido fica circulando na corrente sanguínea. Para doentes nessas condições, a solução é a injeção de insulina uma, duas ou mais vezes por dia. Está em estudo pela Pfizer, grande laboratório de medicamentos, a aplicação de insulina por inalação que ainda não está totalmente comprovada sua eficácia e o Serviço de Saúde Britânico não recomenda seu uso por enquanto. Como a insulina é um produto cuja estrutura química é totalmente conhecida, ela é produzida em laboratórios, sintetizada e vendida nas farmácias de todo o país. Estamos falando de insulina a grosso modo, porque o controle e a produção da insulina pelo corpo é um processo muito complexo, não é para leigos entender, logo, não é aqui que será plenamente entendida. Foi descoberta por acaso, em 1869, por um estudante de medicina de Berlim, de nome Paul Langerhans, quando estudava o pâncreas e notou a presença de células desconhecidas espalhadas pelo tecido pancreático. Só bem mais tarde se descobriu de fato a função daquelas células achando que elas participavam de algum modo na função digestiva. Em 1889, Oscar Minkowski, um médico polonês, removeu o pâncreas de um cão e alguns dias depois notou muitas moscas na urina do cão. Foi aí que ele descobriu que havia açúcar na urina do cão e ele conseguiu demonstrar pela primeira vez a relação entre o pâncreas e a diabetes. Agora podemos entender que quando Deus criou o homem, criou-o perfeito. Um pequeno defeito acarreta grandes problemas de saúde. O intuito de Deus é que o homem seja perfeito (Colossenses 4:12). Infelizmente o pecado trouxe doenças e nós as suportamos na esperança de que Cristo apareça nas nuvens do céu para dar fim ao pecado e suas consequências.

Os comentários estão encerrados.