Meditação diária de 19/02/2019 por Flávio Reti – Pedro de Alcântara Gastão João Maria Filipe Lourenço Humberto Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orléans e Bragança e Dobrzensky de Dobrzenicz
19/02/2019
Meditação diária de 21/02/2019 por Flávio Reti – William Franklin Graham Jr
21/02/2019

Meditação diária de 20/02/2019 por Flávio Reti – Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque

20 de fevereiro

Apocalipse 2:10  “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida”

Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque

É um cidadão pernambucano, nascido no Recife, em 1944. Sua formação foi engenharia mecânica, mas quis o destino que ele viesse a ser também economista, professor universitário e finalmente político. A ele se deve a criação do programa BOLSA FAMÍLIA, uma tentativa do governo de erradicar a pobreza no Brasil. O programa foi implantado pela primeira vez quando ele foi governador do distrito federal. Chegou a ser o Reitor da Universidade de Brasília e ministro da Educação, além de deputado e senador. Assim que se graduou na Universidade Federal de Pernambuco, ele se envolveu com a política estudantil formando uma ação popular contra a repressão e se ligou à ala progressista da igreja católica. Com o golpe militar em 1964, ele se auto exilou na França, ele não esperou a deportação. Mas estando lá, ele continuou seus estudos e fez seu doutorado em Economia. Nessa subida de só conquistas e sucesso, ele se candidatou a presidente da República, mas recebeu apenas 2.6 milhões de votos, um fiasco diante do número de eleitores no Brasil. Derrotado, mas não abatido, ele criou, em 1998, uma Ong denominada Missão Criança, considerada pela própria ONU uma das cem Ongs melhores e maiores, que veio a se transformar posteriormente no programa Bolsa Escola, mais uma tentativa de erradicar a pobreza educando as crianças. A mola mestra que o impulsiona continua sendo a Educação que ele chama de educação de boa qualidade, gratuita, para todos independente de raça, cor, posição social, renda familiar ou do local onde vivam. Pra ele, a melhor revolução tem que ser feita pela educação de todos neste país. Me chama a atenção ele ser derrotado fragorosamente quando foi candidato à presidência, mas não se deixou abater e continua esbanjando otimismo até hoje.

Não deveríamos todos nós, à semelhança dele, uma vez que estamos marchando para o céu, nunca nos deixar abater por qualquer que seja a circunstância? Entramos numa corrida ascendente, rumo ao céu afinal e não podemos, nem um momento sequer, permitir que o desânimo faça morada em nosso coração. A caminha para o céu parece ser feita de degraus e a cada um que galgamos mais perto estamos do final. Logo, qualquer pessoa com uma inteligência mediana saberá concluir que a lógica é lutar e nunca desistir.  A caminhada parece longa, mas na realidade é muito curta, o reino de deus está logo ali. O tempo passa celeremente, você pode comprovar isso olhando para si mesmo e pensando da seguinte maneira: Ontem mesmo eu era uma criança, agora já estou com x anos de vida. Como o tempo passou! E esse é exatamente o problema, porque o tempo passa e nós não nos damos conta, quando vemos já era ontem, já era o ano passado, o século passado. O tempo passa e nós voamos, para onde? Depende das suas escolhas de hoje, logo, faça planos acertados para o futuro e não se deixe levar pelo acaso da vida.

Os comentários estão encerrados.