Meditação diária de 18/11/2020 por Flávio Reti – Vitrola
18/11/2020
Meditação diária de 20/11/2020 por Flávio Reti – WI-FI
20/11/2020

Meditação diária de 19/11/2020 por Flávio Reti – Walkman

19 de novembro

Apocalipse 22:12  “Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra”

Walkman

Depois que passou a fase do uso das vitrolas para produzir sons dentro de casa, veio a fase das fitas magnéticas em carreteis de 30 cm de diâmetro que eram rodadas em um enorme aparelho que ficou conhecido como gravador de rolo, o rolo de fita magnética. Mas agora com uma enorme vantagem, as fitas poderiam ser apagadas e regravadas, mas ainda tinham o inconveniente de que os aparelhos reprodutores eram grandes e pesados. Foi aí que surgiu a fita chamada cassete que poderia ser gravada em duas faixas e durava 60 minutos, meia hora de cada lado e para rodar essas fitas os aparelhos ficaram menores a tal ponto que surgiu nosso famoso Walkman que podia ser transportado pendurado ao pescoço enquanto ia reproduzindo a música. A rapaziada vibrou com essa nova modalidade de aparelho, porque os moços e moças podiam sair à rua com um aparelhinho relativamente pequeno caminhando enquanto ouviam suas músicas preferidas, e para não atrapalhar ninguém, eles usavam com os também novos fones de ouvido. Hoje os celulares fazem isso digitalmente, bem melhor, porque mesmo em fitas magnéticas tudo ainda era analógico. Walkman foi uma marca lançada pela Sony e outras marcas vieram depois todas chamando seus aparelhos de walkman. O aparelho original foi lançado no Japão em 1979, criado pelo funcionário da Sony Nobutoshi Kihara. Logo em seguida surgiu a possibilidade de também gravar no walkman e ele passou a ser usado profissionalmente por jornalistas e colunistas dos jornais para entrevistas e reportagens. Durou pouco a era walkman, porque em 1990 as fitas foram caindo em desuso e dando lugar aos CDs digitais e no ano 2.000 as fábricas anunciaram o fim do walkman. Mas só a Sony vendeu mais de 200 milhões de unidades em 30 anos. E eu fico pensando: De que adiantou evoluir rapidamente de vitrola para gravador de rolo, para aparelhos de fita cassete, para walkman transportável e em poucos anos cair em desuso totalmente. Por acaso você tem um desses aparelhos para apenas mostrar para alguém que não viveu aquela época? Provavelmente não tem, já viraram sucata há muito tempo. Essa é a vida, nós nascemos, crescemos, achamos que vamos durar para sempre e, de repente, somos ultrapassados por alguma coisa ou por alguém e ficamos para trás no esquecimento. Por isso, precisamos aprender a fazer planos para o futuro, porque essa vida nossa aqui é muito incerta, só a vida eterna será certa. Jesus está voltando por esses dias e ele nos acena com a possibilidade de vida eterna, logo, vamos fazer planos para estar lá no céu com ele. A bíblia tem as orientações de como nos preparar para o grande evento da volta de Jesus e da nossa ida para o céu.

Os comentários estão encerrados.