Comentários da Lição 12 (3º Trim/2020)
18/09/2020
Meditação diária de 20/09/2020 por Flávio Reti – Relógio 
20/09/2020

Meditação diária de 19/09/2020 por Flávio Reti – Refrigerante

19 de setembro

Provérbios 1:22  “Até quando, ó estúpidos, amareis a estupidez?”

Refrigerante

Um refrigerante fresquinho, não alcoólico, é bom demais, não é assim que você pensa?  Pois bem, o refrigerante, essa bebida que você crê inofensiva, porque não contém álcool e não é fermentada, é muito mais perigosa do que as propriamente alcoólicas. Aí na sua cabecinha ela contém apenas água, açúcar e extrato de frutas naturais, certo? Errado! Realmente, contém água, açúcar e às vezes extratos naturais da fruta, mas o que você precisa saber é que depois vem um acidulante (ácido cítrico, ácido fosfórico e ácido tartárico) para realçar o paladar e baixar o pH que vai ficar entre 2 e 4 conforme a bebida. Depois vem um antioxidante, para evitar o sabor de ferrugem impregnado na bebida com o tempo e o ácido ascórbico é o mais usado. Conservantes é para inibir a proliferação de micro-organismos que sobrevivem em meio ácido e provoca a alteração da cor, do sabor e criar maus odores, por isso o uso de ácido benzoico e ácido sórbico é aplicado contra esses micro-organismos. Esses ácidos evitam bolores e leveduras, não deixa fermentar. Edulcorante, um substituto do açúcar mas com o mesmo valor calórico. O açúcar entra na composição com 11%. Concentrados, o que dá a característica, o sabor e o aroma que em tese são extratos de frutas e de vegetais, chamados de óleos essenciais e talvez, entenda talvez, suco natural da fruta. Dióxido de carbono, que é um gás, vai junto para provocar arrotos e dar aquela sensação falsa de frescor. Deu pra notar quanta droga você bebe em um refrigerante “inofensivo”? Então anote aí: água, açúcar, ou um edulcorante, extratos para aromatizar, gás carbônico, conservante, acidulante, antioxidante, sem mencionar a origem dessa água que pode conter sulfatos, cloreto, ferro, cobre, manganês e cloro e fenóis, além de micro-organismos pra nós desconhecidos. E nós sempre achamos que os americanos bebem refrigerantes demais, mas o Brasil é um dos maiores consumidores no mundo ao lado dos Estados Unidos, China e México. Aqui no Brasil há 238 empresas de refrigerantes grandes e pequenas e algumas exóticas como Cajuína (de caju), Guaracatu (guaraná com catuaba), Guaraná Jesus (com cravo e canela), Gengibirra (com gengibre). A Associação Americana de Diabetes acusa os refrigerantes de causar aumento de 70% na circunferência abdominal e acúmulo de gordura visceral. Valor nutricional quase nulo, o ácido fosfórico presente na Coca-Cola é responsável também pela retirada do cálcio, provocando cáries e osteoporose. Lá atrás, nos dias do profeta Isaías, ele já perguntava: “Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão e o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer?” (Is.55:2).  Eu só posso concluir que “a vara é para as costas do tolo” (Prov. 10:13).

Os comentários estão encerrados.