Você sabia que o App… #5 História da Igreja
17/09/2017
I Will Go – edição 2017 (encerramento)
18/09/2017

Meditação diária de 18/09/2017 por Flávio Reti

18 de setembro

Dia dos símbolos nacionais

Isaías 18:3   “Vós, todos os habitantes do mundo, e vós, os moradores da terra, quando se arvorar a bandeira nos montes, olhai; e, quando se tocar a trombeta, escutai”

Há várias coisas que identificam uma nação. Primeiramente seu território e sua gente. Depois temos a língua, os costumes, as produções tecnológicas, as invenções, a literatura, a contribuição para o mundo.

Temos também a bandeira, as armas, o hino nacional, o selo, o brasão. Em toda cerimônia oficial esses símbolos estão presentes para representar o Brasil. Quando o presidente do Brasil fala do púlpito da ONU, a bandeira brasileira está sempre por trás dele. São os símbolos nacionais que nos identificam como um povo, como uma nação e que marcam nosso lugar entre as nações do mundo. Nossa bandeira permanece hasteada na praça dos três poderes, em Brasília, o tempo todo para marcar nossa presença tremulando nos ares. Quando olhamos para nossa bandeira, tudo ali nos remete a alguma particularidade da nossa pátria. O amarelo, nossas riquezas, o azul, nosso céu, o verde, nossas matas, as estrelas nossos estados.

O selo tem a função de dar autenticidade aos nossos documentos, certificado, diplomas. O hino, parece ecoar os anseios da alma de nosso povo. Ele chega a emocionar. Lembra de quando Ayrton Senna cruzava a linha de chegada na frente erguendo nossa bandeira e se ouvia do pódio o hino nacional? Esse é o que se chama sentimento patriótico.

Esses símbolos nos identificam com o Brasil, nossa pátria, nossa terra, aqui neste mundo. Mas o que nos identifica como cidadãos do reino celestial? Em pouco tempo não estaremos mais por aqui, exatamente porque estamos esperando que Cristo volte e nos leve para uma outra pátria melhor, a pátria celestial. Já nos consideramos cidadãos desse novo país, mas o que há que nos identifique com ele?

A bandeira do reino de Cristo é o amor. Ele deve ser hasteado nos corações de todos os seus súditos. O hino, deve ser o hino dos remidos, da grande multidão de salvos de todas as épocas. O selo deve ser o nome “santidade ao Senhor” nas testas dos remidos identificando-nos como autênticos filhos do reino de Deus.

Estamos neste mundo atual correndo atrás de muitas coisas e na maioria das vezes coisas inúteis que em breve passarão. A orientação que temos é de buscar em primeiro lugar o reino de Deus e as demais coisas deverão vir normalmente “Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas” (Mat. 6:33). São palavras de Jesus dando orientação sobre o preparo para o reino. Quando falamos em um novo reino, um novo céu, uma nova terra, presença de multidão de salvos, mansões dos salvos, a presença de Cristo mesmo, em pessoa, entre nós, conosco, parece que estamos falando de uma utopia, mas não, o reino de Deus é uma realidade, ele só não se manifestou ainda porque há alguns detalhes no plano da salvação que precisam ser executados. Há muitos rincões que ainda não ouviram falar dele e precisam ouvir, há muitas pessoas que ainda não se decidiram mudar para lá e precisam decidir. Cristo está dando tempo para seu povo se preparar adequadamente e vestir a camisa do reino.  Breve, muito breve, ouviremos a voz de Jesus proclamando dos céus a chegada do reino de Deus e nesse momento ocorrerá uma mudança de vida de 180 graus. “Dos lábios do Rei da glória se ouvirá a bênção, que ressoará em seus ouvidos como a mais doce música: “Vinde, benditos de Meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo”(Mat.25:34). Assim os remidos receberão as boas-vindas às mansões que Jesus está preparando para eles” (A Verdade sobre os Anjos, p.283).

Mas o reino de Deus não será para os dúbios, será para os que o esperam e confiam na sua promessa, porque sua vinda é certa. A bandeira do reino já está hasteada, a trombeta dos corneteiros reais já está anunciando a breve chegada. Por isso, coragem, o reino de Deus está batendo às nossas portas. Ele muito em breve virá. Como dizia o pastor Enoque de Oliveira: “Já ouço os passos de um Deus que se aproxima”.

 

 

Os comentários estão encerrados.