Meditação diária de 17/09/2020 por Flávio Reti – Redes Sociais
17/09/2020
Comentários da Lição 12 (3º Trim/2020)
18/09/2020

Meditação diária de 18/09/2020 por Flávio Reti – Refrigeração

18 de setembro

Salmos 145:16  “Abres a mão e satisfazes os desejos de todos os viventes”

Refrigeração

Resfriar controladamente o ambiente para processar e conservar alimentos e produtos, quer seja residencial, comercial ou industrial, nós denominamos o processo de refrigeração. Também resfriamos com ventilação ou com ar condicionado para nosso conforto. Não é que a máquina gera o frio, mas ela retira o calor do meio ou do corpo. Experimente tirar o sapato e pisar no piso de cerâmica e você vai achar que está frio, na verdade ele retira o calor do seu pé. A refrigeração não desmancha o calor, ela apenas extrai do ambiente e joga para o ambiente externo. O calor é uma forma de energia, não há como destruir, ele só é removido de um lugar para outro, de um lugar onde ele é indesejado para outro qualquer sem importância.  Como Um médico americano de nome John Gorrie, lá pelos anos 1840, trabalhava em Apalachicola, uma cidade portuária do Estado da Flórida, Estados Unidos, onde o clima era sufocante. Para melhorar as condições dos marinheiros com febre amarela, ele pendurava sacos de gelo nas enfermarias. Mas a refrigeração hoje se espalhou tanto que a geladeira mesmo nem é mais considerada um aparelho de refrigeração. Você vai encontrar gôndolas de refrigeração nos supermercados nos setores de frios e de carnes, vai encontrar refrigeração nas câmaras frias dos frigoríficos, nas fábricas de produtos perecíveis, nos laboratórios onde se produz vacinas, nos aparelhos de ar condicionado, nos saguões dos aeroportos e em salas de conferências. Nosso carro já vem de fábrica com um aparelho de refrigeração e até no Instituto Médico Legal para conservar cadáveres é com um refrigerador. Eu já vi agricultor enterrando a botija de água para manter fresca a água, já vi pescador enterrando a cerveja para conservar fresca para a hora de comemorar a pescaria. Por incrível que pareça, sistema irradiante de algumas emissoras de Rádio e de televisão de grande potência são refrigeradas com ar comprimido, algumas com água. O homem, de alguma forma, aprendeu refrigerar e isso se tornou tão rotineiro que ninguém mais presta atenção e também não acha falta. Só quando acaba o fornecimento da energia elétrica é que o povo se lembra que faltou também a refrigeração. E não é mais ou menos o que acontece conosco? Quando tudo vai bem, não achamos falta de nada, mas quando alguma coisa falta, aí nós gritamos. Recebemos de Deus diariamente o ar que respiramos, a água que bebemos, o alimento que comemos e uma série de coisas que nós consideramos como certas e normais, mas se uma delas faltar, aí vamos perceber a falta que elas fazem e que não é normal e nem certa. É Deus que supre as nossas necessidades diariamente e por isso, nunca deixe esfriar o senso de agradecimento pelas dádivas que bondosamente recebemos de Deus, já nem digo diariamente, mas a cada instante.

Os comentários estão encerrados.