Meditação diária de 16/08/2017 por Flávio Reti
16/08/2017
Meditação diária de 18/08/2017 por Flávio Reti
18/08/2017

Meditação diária de 17/08/2017 por Flávio Reti

17 de agosto

Dia do amor

Provérbios 8:17    “Eu amo os que me amam e os que diligentemente me buscam me acharão”

Acho que todos os dias são dia do amor. Todos os dias, ela ou ele se levanta e diz “bom dia, meu amor”, não é assim com você também? No dia em que ela ou ele se levantar e não disser “Bom dia, meu amor”, aí, nesse dia, você vai achar falta do amor. Então, todos os demais dias são dias do amor. Mas, por que dia do amor? Eu não sinto falta do dia, eu sinto falta do amor. Eu quero amar e ser amado rodos os dias. Quando a gente era criança, a gente brincava dizendo que “amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas”. Outro dia, numa loja de calçados, eu experimentei um par de sapatos e não gostei e devolvi. Foi quando a atendente me disse: Não, meu amor, tem esse outro aqui que o Senhor vai gostar. Eu fiquei pensando no “meu amor” dela. Pra vender sapato se utiliza do amor. Ficou tão banal esse sentimento implantado por Deus que hoje “eu amo” tudo. Ah, eu amo azeitona. Eu amo moranguinho. Eu amo quando está meio friozinho para dormir. Eu amo o horário de verão, não vejo a hora de chegar. Eu amo tudo! Ganhou um presentinho inútil e diz “amei”. Viu o colega dar um tropeção e diz “amei”. O que é amor, então? Você deve ter visto na televisão, é comum, assassino confesso dizendo que matou por amor. Como entender isso?  Olha a poesia de Luís Vaz de Camões, feita nos dias do descobrimento do Brasil:

Amor é fogo que arde sem se ver,

é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.
É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.
É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.
Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Sem definição, simplesmente! O homem não sabe o que é amor, ele acha que esse sentimento leviano e malicioso é amor. A bíblia define amor como algo nascido no coração de Deus. Quando lemos que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu único filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16), a gente fica estupefato ao pensar qual o tamanho desse amor? Pode acontecer de alguém dar a vida pelo seu amigo, mas dificilmente alguém daria a vida pelos seus inimigos. Jesus fez exatamente isso! O apóstolo Paulo tentou definir o amor: “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rom.8:38,39). O amor de Deus demonstrado na cruz será “tema de estudo por toda a eternidade” sem a possibilidade de exaurir seu profundo significado. Certamente nós nos confundimos quando dizemos que amamos. Nós ainda não sabemos o que é amor. E quando é que vamos saber? Só a eternidade nos dirá. Até lá eu continuo dizendo que amo passear de carro. Que amor, heim?

Os comentários estão encerrados.