Meditação diária de 16/11/2020 por Flávio Reti – Vídeo Games
16/11/2020
Culto de Quarta-feira
17/11/2020

Meditação diária de 17/11/2020 por Flávio Reti – Vidro

17 de novembro

Apocalipse 4:6  “Também havia diante do trono como que um mar de vidro, semelhante ao cristal…”

Vidro

Todo mundo sabe o que é vidro, mas nem todo mundo sabe do que é feito e como é feito e quando começou a ser feito. A matéria prima do vidro é a sílica, material encontrado em algumas areias que depois de aquecida a 1300 graus ela se funde, se transforma em líquido e à medida que vai resfriando vai se transformando em pasta mole e vai sendo moldada no formato que se quer pelos operários vidreiros. Pelo fato de ser um material inerte e de grande dureza e que ao ser fabricado se torna liso e impermeável ele é usado em N aplicações. Apesar de duro, ele é frágil e se quebra facilmente. A indústria aprendeu a criar vários tipos de vidro acrescentando na areia de sílica carbonato de sódio, carbonato de cálcio. Não se sabe quem inventou o vidro, mas discute-se que ele tenha surgido 4.000 anos antes de Cristo e só foi usado pelos sopradores egípcios 1.400 antes de Cristo. Eles usavam a técnica para fazer pequenos objetos de arte ou de decoração e consideravam como joias, como pedras preciosas. Desde que foi descoberto sempre existiu produtor artesanal, mas uma indústria vidreira mesmo só surgiu no século XVIII em Portugal que se tornou o primeiro país do mundo a fabricar cristais. O vidro é um material que mesmo exposto no meio ambiente ninguém até hoje soube precisar quanto tempo demora para sua degradação, por isso ele é o material mais reciclável entre os recicláveis. Não é nocivo à saúde e nem ao meio ambiente. As indústrias vidreiras modernas aprenderam a criação de vários tipos de vidro, como liso, martelado, canelado, curvo, reto, espesso ou fino, colorido com diversas cores, moldável conforme o local onde vai ser usado e até vidro com tela de arame internamente ou vidro à prova de bala de armas de fogo. Quanto à utilidade, o vidro serve para inúmeras desde vidro para embalagens como garrafas, potes, frascos, para construção civil em portas e janelas e na separação de ambientes, refletivos, antirreflexo, temperado, aramados, espelhados, na cozinha temos tigelas, travessas, copos, pratos e até panelas de vidro. O vidro também faz parte de fibras, mantas, tecidos e fios como a conhecida lã de vidro. Muitos projetos tecnológicos se valem do vidro como lentes, lâmpadas, tubos de ensaio, ampolas de medicamentos, isoladores de alta tensão elétrica. O vidro ainda pode ser lapidado, bisotado, cortado como quiser. Mas minha atenção vai para a citação bíblica onde o apóstolo João diz que viu algo semelhante a um mar de vidro no céu. Eu quero estar lá para ver também o que João viu. Será vidro mesmo?

Os comentários estão encerrados.