Feliz Semana
16/05/2020
Meditação diária de 18/05/2020 por Flávio Reti – Ferro de passar
18/05/2020

Meditação diária de 17/05/2020 por Flávio Reti – Fechadura

17 de maio

Apocalipse 3:7  “Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi, o que abre e ninguém fecha e fecha e ninguém abre”

Fechadura

Sabe-se que a primeira fechadura encontrada foi nas ruínas de um palácio, no Iraque. Os historiadores datam a invenção da fechadura a 4.000 anos antes de Cristo, no Egito, e era feita de madeira, mas foi considerada um dos maiores feitos na arquitetura do Egito. O tempo passou, ninguém comentou como as pessoas fechavam as portas das casas, mas em 1805, um médico americano de nome Abraham Stansbury, residente na Inglaterra, pediu a patente de uma fechadura de tambor, igual essa da foto acima. Ele foi buscar inspiração e ideias na antiga fechadura egípcia. Em 1848, outro inventor de nome Linus Yale criou a moderna fechadura semelhante a que nós usamos ainda hoje, com chave dentada. De lá pra cá a fechadura não evoluiu muito, apenas se inventou outros tipos de fechaduras, especialmente aquela que usa uma chave quadrupla, isto é, com segredos nos quatro lados da chave feita em forma de cruz. Hoje, quase tudo em que você pensar tem uma fechadura, pode ser no carro, nos portões, nas gavetas, nos armários, nas bicicletas, até nas malas, pastas e mochilas. Nesse exato momento as fechaduras estão passando por uma revolução, porque estão deixando de ser física, como sempre tem sido, para ser digitalizadas, aproveitando a era da computação. São fechaduras com cartão magnético, com código eletrônico e um teclado para digitar a senha e, mais sofisticado ainda, fechaduras acionadas pela internet e com tempo de abertura programado no seu computador, tablete ou celular. É uma nova tecnologia e os assaltantes terão que estudar computação para abrir tais fechaduras, porque o uso daquela velha chave pirata denominada de “micha” não resolve mais. Bem, o uso de uma fechadura, como o nome já diz, é para fechar, mas não podemos esquecer que é para abrir também. A mesma chave que fecha também abre e aqui está a filosofia da vida. Mente fechada / mente aberta, coração fechado / coração aberto, mão fechada / mão aberta. Qual é a chave que abre a mente, o coração, a mão? A chave sou eu, o agente de mudança. Eu escolho fechar ou abrir. Dependendo do que se passa na minha mente em função da minha personalidade, baseado na minha experiência de vida e nos meus conhecimentos adquiridos. Por isso mesmo é sempre necessário que nós façamos uma renovação na mente para sabermos abrir ou fechar quando for conveniente. Abrir-se para a atuação do Espírito de Deus e se fechar para as insinuações do demônio. Abrir-se para internalizar as coisas de Deus, do céu e se fechar para a ostentação deste mundo, para a instigação do espírito pecaminoso. Ainda temos muito que aprender na vida cristã e uma fechadura nos ensina muita coisa.

Os comentários estão encerrados.