“Família IATEC cantou música composta em tempo recorde” por Pr Jael
14/08/2017
Meditação diária de 16/08/2017 por Flávio Reti
16/08/2017

Meditação diária de 15/08/2017 por Flávio Reti

15 de agosto

Dia dos solteiros

Gênesis 2:18   “Disse mais o Senhor: Não é bom que o homem esteja só. Far-lhe-ei uma ajudadora para que lhe seja idônea’

É comum a gente ver festinhas e festões comemorando o último dia de solteiro. Os amigos se reúnem e fazem uma surpresa ao noivo ou à noiva comemorando seu último dia de solteirice. A ideia é comemorar em grande estilo porque a vida social vai mudar em poucas horas e daí em diante nunca mais será a mesma. Despedidas de solteiro costumam ser presentes dos amigos do noivo e das amigas da noiva.

Os casados têm muitas datas para comemorar depois, por isso esse dia 15 de agosto não é bem para comemorar despedida de solteiro, é para comemorar o fato dele ou dela estar sozinho, solteiro mesmo, afinal, quem está sozinho também tem o direito de comemorar, ainda mais sabendo que a vida de solteiro tem muitas outras vantagens. A gente nasce solteiro, vive até um tempo solteiro e se quiser continuar sendo solteiro tem que optar, do contrário vai fatalmente cair na armadilha do casamento. É opção para alguns, mas para outros permanecer solteiro não é por escolha, é por algum contratempo do destino, alguma casualidade, mas em qualquer caso, o que marca a solteirice é o descompromisso. “Sou solteiro, vivo bem, não tenho dinheiro, não tenho compromisso, não dependo de ninguém”.

Muitos homens casados só enxergam vantagens na vida de solteiro e muitos homens solteiros só enxergam vantagens na vida de casado, mas ocorre que nada é o que parece. O solteiro tem que matar um leão por dia para conseguir companhia. Como qualquer escolha, há vantagens e desvantagens. E para cada escolha, uma renúncia de ambos, solteiros e casados. Nem tudo que reluz é ouro.

Ninguém sabe explicar de onde extraíram essa data para fazer essa comemoração ao dia do solteiro, alguns argumentam que é para fazer oposição ao dia dos namorados. De qualquer maneira a comemoração é válida, tudo é festa, bem mesmo à moda brasileira.

Como eu já me casei, não tenho outra opção e para somar a isso, eu fiz um voto publicamente de “…até que a morte nos separe” e estou mantendo, firme! Solteiro não tem nada disso. É livre até onde alcança seu nariz. Mas se você está se sentindo mesmo muito sozinho, e a situação de solteiro está lhe fazendo mal, ninguém liga para você, ninguém se preocupa com você, ninguém se importa, tente chegar atrasado para um compromisso e você vai ver quantos estão ligados em você. Ainda que você queira, você não está sozinho, solteirinho como você pensava.

Encontramos, na bíblia, Paulo dando um conselho: “Digo, porém, aos solteiros e às viúvas que lhes é bom se ficassem como eu” (I Cor.7:8). Ficassem como eu, como? Ele uma vez fora casado, quando fazia parte do sinédrio porque era uma exigência. No momento em que escreveu deveria estar viúvo, logo, solteiro.

A teologia católica é defensora do celibato. É uma opção de ser solteiro por foça e influência da igreja. Para o cristianismo, não faz diferença se o crente é casado ou solteiro. Importa que ele seja responsável a tudo que prometeu a Deus e aos homens, e os casados de igual maneira, responsáveis a tudo que prometeram a Deus, aos homens e agora às esposas e famílias. Nosso compromisso com Deus é individual. Ninguém vai responder pelo amigo, pelo irmão, pelo vizinho ou pelo chefe. Todos hão de comparecer pessoalmente diante do tribunal do céu. E naquele dia, casado ou solteiro, o tratamento será o mesmo, Deus é quem sabe, no exato sentido da expressão.

Os comentários estão encerrados.