Meditação diária de 14/05/2020 por Flávio Reti – Espuma expansiva
14/05/2020
Comentários da Lição 7 (2o Trim/2020)
15/05/2020

Meditação diária de 15/05/2020 por Flávio Reti – Faca Ginsu 

15 de maio

Ateus 7:15  “Guardai-vos dos falsos profetas que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores”

Faca Ginsu

Você já comprou algum produto milagroso vendido pela televisão? Pode ser que já comprou, porque a televisão não passa de enganação. Quem já trabalhou com edição de vídeo sabe que na tv tudo pode ser editado e manipulado. A maior parte das imagens são produzidas em computador. Os que se lembram da década de noventa, vão se lembrar também do comercial das facas ginsu. Na época, um conjunto de facas anunciadas na televisão prometia fazer uma revolução na vida e se constituíam o sonho de todas as donas de casa. No comercial elas cortavam um cano de chumbo, coisa que nenhuma dona de cada iria fazer na cozinha, mas logo na sequência fatiava um tomate sem perder o fio. Tinha mais na propaganda, que além de obter um faqueiro completo com garantia de 52 anos, você ainda recebia de brinde as receitas do Chef Arno. E o promotor de vendas, muito bem treinado, ficava martelando e repetindo aquilo sem parar e sem dar tempo da pessoa raciocinar, bem a propósito para a pessoa comprar no impulso, até sem necessidade de faca alguma. Todos sabem que existem canais de televisão especializados em vendas, só veicula promoções e propagandas de vendas pelo telefone e as facas ginsu foram o carro chefe do televendas na época. O nome ginsu sugeria alguma coisa japonesa, porque o conceito que a população fazia, e alguns ainda fazem, é que os produtos japoneses não têm concorrentes à altura deles, o que não é verdade. Outros países também produzem material tanto quanto os japoneses. Pensa em uma ferramenta alemã, pensa em aparelho eletrônico de uso médico americano, pensa em um relógio suíço. Agora pense nas tantas quinquilharias que vêm da China, pensa no carro Lada que vinha da Rússia, entre outras coisas importadas. Dizem que “a propaganda é a alma do negócio” e de fato é, porque as facas ginsu venderam muito a ponto de virar piada nos programas pastelões da televisão e muita gente logo depois se decepcionou porque não havia nada de especial com as facas ginsu, era simplesmente fruto da propaganda. Semelhantemente, no evangelismo das igrejas pentecostais de hoje a propaganda continua sendo a alma do negócio no evangelho. Anuncia-se milagres, anuncia prosperidade, anuncia vitória sobre os vícios à custa do hipnotismo, quando do evangelho genuíno de Cristo nada têm. Dezenas de homens já surgiram pelo mundo anunciando “eu sou o Cristo” e na verdade são charlatões. Verdadeiros terroristas se dizendo ser o Cristo. Lembra de Charles Manson, terrorista americano se dizia ser o Cristo? Lembra Shoko Asahara, o terrorista que jogou gás sarin no metrô do Japão que dizia ser o Cristo? Lembra James Warren, o Jin Jones dizendo ser o Cristo envenenou novecentas pessoas na selva da Guiana? Bem disse Jesus que “muitos virão em meu nome e enganarão a muitos” (Marc.13:6). Nem tudo que reluz é ouro.

Os comentários estão encerrados.