Meditação diária de 12/07/2020 por Flávio Reti – Machado
12/07/2020
Meditação diária de 14/07/2020 por Flávio Reti – Máquina a vapor
14/07/2020

Meditação diária de 13/07/2020 por Flávio Reti – Mapa

13 de julho

Obadias 2  “Eis que te farei pequeno entre as nações, serás muito desprezado”

Mapa

Um mapa é a representação do esforço humano de colocar no papel, uma superfície plana, algo tridimensional como a terra, por exemplo. Essa capacidade humana recebe o nome de cartografia e um mapa passa a ser chamado de carta cartográfica. É uma habilidade de representar o espaço físico. Os mapas de que se tem notícia através da história foram encontrados na Turquia e, segundo os entendidos em cartografia, datam de 6.200 anos antes de Cristo, mas foram escritos em uma parede. Outras culturas antigas também desenharam mapas, como a cultura asteca, os esquimós e os caldeus da Mesopotâmia. Com o advento do papel, ficou mais fácil a confecção de mapas, uma vez que eram escritos sobre papiros que na língua grega era Karte e daí nós modernamente chamarmos os mapas de carta cartográfica. A partir de 1.500 d.C. os mapas passaram a ter maior significado e maior interesse por que a data marca a época das grandes navegações quando todos os povos da Europa navegavam em busca de terras novas para conquistar. A navegação passou a exigir bons mapas para garantir a segurança dos navegadores e com isso disseminou a confecção de mapas de todos os tipos, de relevo, dos ventos, das correntes marítimas, da distribuição populacional, regiões político-administrativa e outros. Agora note uma característica marcante dos mapas: Os mapas são uma representação pequena, em escala de centímetros, para dar a ideia de dimensão muitas vezes enormes, como, por exemplo, o mapa da América toda, o mapa da Europa. Nesse ponto aparece o recurso da escala, uma maneira de representar que matematicamente permite determinar a extensão real e calcular as distâncias. A dificuldade dos cartógrafos é representar o mais perfeito possível uma superfície redonda, esférica, em um plano já sabendo que é quase impossível e que fatalmente vai haver distorções. Todo plano apresenta distorções quando tenta representar algo esférico. Atualmente quase tudo pode ser mapeado, a começar pelas linhas subterrâneas do Metrô, as enervações e a distribuição do sistema circulatório do corpo humano, as linhas de distribuição de energia, a rede de encanamentos e esgoto das cidades. Nessa linha de pensamento, me veio à mente o fato de homens imperfeitos se apresentarem como representantes de Deus na terra. Ora, o imperfeito nunca vai poder representar a perfeição. Muitos homens já surgiram no mundo se dizendo deuses, como os papas. Aqui mesmo no Brasil, temos o Inri Cristo, morador de Brasília que rodeado de suas inriquetes anda dando entrevistas na televisão, aparecendo em palestras universitárias, mantendo um canal na Web para se promover como o Cristo moderno. Até se parece com um minúsculo mapa, imperfeito, querendo representar a imensidão de um Deus criador dos mundos no espaço sideral.

Os comentários estão encerrados.