Meditação diária de 11/06/2017 por Flávio Reti
11/06/2017
Meditação Diária de 13/06/2017 por Flávio Reti
13/06/2017

Meditação diária de 12/06/2017 por Flávio Reti

12 de Junho

Dia dos namorados

I Reis 3:3   “E Salomão amava ao Senhor, andando nos estatutos de Davi, seu pai, exceto que nos altos oferecia sacrifícios e queimava incenso”

Hoje eu acordei disposto. Logo cedo quando o sol se preparava para nascer, eu ouvi cânticos maviosos de pássaros alegres anunciando o despertar de um novo dia feliz.

Por entre as frestas e pelos vidros coloridos da minha janela, uma nesga de luz fulgurante começou a invadir meu aposento e dando à minha alma uma sensação de bem com a vida.  Como é bom viver! Como é bom amar! Que dia lindo estava gestando nesse mundo de alegria que Deus me deu! Pensei em alguém: alguém que tivesse a mente afinada com a minha para só me compreender, para eu passar toda essa euforia de alma que me agita, que me afoga, sem que eu possa sorvê-la toda. Pensei em Alguém.  Ah! Como esse alguém faz falta na sua ausência! Todo meu amor sem esse alguém é como um bolo enfeitado, muito bonito, mas sem um grama de açúcar. Ela não é o açúcar, ela mais que isso, é o mel que adoça o bolo, a vida, a minh’alma e tudo mais.  Sua doçura super excede os adoçantes mais raros que a ciência do mundo tem disponível.  Ah… ela adoça tudo.  Aquele bolo agora coberto de chocolate ao leite condensado, crocante e que dá água na boca.  Um bolo com bastante fermento, o fermento do amor, que cresce no forno da paixão e que faz crescer a ânsia e a ganância de possuí-lo, de mordê-lo.  Bolo recheado de alegria, transbordando de tanta alegria por causa do calor, do calor humano que ela exala, você me entende?

Depois a cobertura de beijinhos, os seus beijinhos, entendeu? E na hora de servir, servir dele aos borbotões e sorvê-los sofregamente com a cabeça reclinada em seu ombro, sentindo aquele sabor de quero mais.

Como é bom viver! Como é gostoso amar! Hoje eu tive um dia feliz, sonhei, amei, não tive um dia vazio. Amei-a com todas as veras da minha alma e a tal ponto que até agora estou ofegante.  Como é bom amar! Eu estou enamorado!

Palavras bonitas para o dia dos namorados? Mas saiba que são todas falsas, eu as escrevi exatamente para mostrar que o que se chama de amor não é amor, é ilusão quando não é falsidade. Não aconteceu nada disso que você leu acima, foi tudo ficção, exatamente para criar o contraste do que é amor verdadeiro, o amor de Deus. Ele deu seu filho para morrer por nós sem nada exigir em troca. E se houvesse apenas um pecador, ele morreria do mesmo jeito. Deus esvaziou o céu ao dar seu filho, mas ele ainda está fazendo mais, ele está preparando-nos um lar, uma mansão, no seu reino, seu reino eterno, e prometeu voltar para nos buscar para viver com ele eternamente. Sabe o que é eternamente? Pense em daqui a 10 anos. Pense daqui a 100 anos. Pense mais longe, pense em 1000 anos. Pense mais além, pense em 100.000 anos. Sua mente não vai mais? E você nem começou a tocar nas bordas da eternidade. Assim é o amor de Deus, eterno como o próprio Deus. Eu quero, eu preciso estar nesse lar eterno! “Aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus, o Salvador Cristo Jesus” (Tito 2:13). Disse Jesus que iria preparar-nos lugar, para que onde Ele estivesse, estivéssemos nós também. Habitaremos para sempre com a Sua preciosa presença e fruiremos a sua luz, sua paz. Meu coração salta de alegria ante a animadora perspectiva. Estamos quase no lar. Céu, doce Céu! Será nosso lar eterno. A cada instante me alegro ao pensamento de que Jesus vive e, corno Ele vive, nós também viveremos. Minha alma reconhece que em Jesus há plenitude de bênçãos, suprimento bastante para todos e para cada um. Sinto-me faminto, sedento de salvação, “a minha alma tem sede de Deus” (Sal.42:2).

Os comentários estão encerrados.