Comentários da Lição 7 (2o Trim/2017) por Flavio Reti
11/05/2017
Meditação Diária de 14/05/2017 por Flávio Reti
14/05/2017

Meditação Diária de 12/05/2017 por Flávio Reti

Dia da Enfermagem 

“cura-me, ó Senhor, e serei curado, salva-me e serei salvo, pois tu és o meu louvor” Jeremias 17:14

  Florence Nightingale foi uma enfermeira que ficou conhecida como a dama da lâmpada.  É por isso que sempre que assistimos a uma formatura de enfermagem, adiante das formandas e  formandos entra uma delas carregando uma lâmpada acesa e deposita sobre a tribuna da formatura

Durante a guerra, era ordenado que nenhuma luz fosse acesa para que o inimigo não  localizasse as tropas, mas Florence Nightingale ousou usar uma lamparina para auxiliar os feridos  de guerra no acampamento. Sua contribuição é marcante na enfermagem por utilizar um modelo  biomédico, equiparando sua prática à medicina usada pelos médicos. Florence era uma inglesa que  acreditava que Deus a havia chamado para ser enfermeira.

A enfermagem ganhou outro significado depois da atuação de Florence. Ela lançou as bases  da enfermagem profissional criando uma escola de enfermagem no Hospital Saint Thomas de  Londres. Foi a primeira escola de enfermagem particular do mundo. Como um dos requisitos da  escola estava o juramento proposto aos formandos, jurando fidelidade ao trabalho da enfermagem.

Antes de Cristo, as doenças eram consideradas castigo de Deus ou eram de origem  demoníaca. Portanto, quem cuidava de doentes eram os sacerdotes ou os feiticeiros que também  desempenhavam a função de médicos. O tratamento consistia em oferecer sacrifícios para aplacar a  ira das divindades, afastando os maus espíritos. Com o tempo apareceram as massagens, os banhos  de águas frias e quentes, purgantes, vomitórios, sangrias e uma série de outros absurdos.

Documentos antigos, na Índia, dão conta de que os hindus já conheciam ligamentos,  músculos, nervos, vasos e veias; conheciam também antídotos para alguns envenenamentos, sabiam  fazer suturas, amputações, corrigir fraturas e faziam trepanações (esvaziar cérebro através de sucção  para embalsamar). Parece absurdo, mas era o desenvolvimento da enfermagem e da medicina  acontecendo.

A bíblia relata Moisés agindo em prol da enfermagem ao prescrever preceitos de higiene  e exame dos doentes. Ele regulamentava o diagnóstico, a desinfecção, o afastamento de objetos  contaminados e regulamentou através de leis de saúde até o sepultamento dos cadáveres para que  não ficassem expostos contaminando a terra. Estabeleceu regulamentos para que os enfermos, ao  viajar, fossem favorecidos com hospedagem gratuita.

A enfermagem já estava incluída nos planos de Deus, quando ele orientou o cuidados com os  pobres, com os doentes, com os necessitados dentre seu povo.

Mas a saúde, tratada tão habilmente pela enfermagem moderna, não vale nada sem a presença  de Jesus na vida, porque a obediência a Deus é mais importante do que a saúde do corpo. Conheci,  aqui mesmo em Hortolândia, uma enfermeira já bem idosa, a Dora Faiock, que aliás faleceu em  2016, que dedicou toda sua vida como enfermeira. Ela era Argentina de nascimento, veio para  o Brasil estudar e aqui ficou o resto de sua vida labutando como enfermeira. Ela se anulou, se  entregou completamente a favor da profissão, nunca se casou, e finalmente morreu numa cadeira de  rodas em idade avançada sendo cuidada por um senhora bondosa que a assumiu como cuidadora  voluntária. E muitos outros personagens da bíblia também sacrificaram seus corpos e seu bemestar  em favor dos semelhantes e por amor à causa do evangelho. Essas pessoas, cujas vidas foram  doadas em favor de outras, hão de brilhar na eternidade e verão seus esforços recompensados  pelo que fizeram em vida. Mesmo quando não temos uma enfermagem por perto, mesmo quando  não temos saúde, Deus pode nos abençoar para termos vida e vida em abundância. Almejo o dia  quando não haverá mais dor, nem morte, e não vamos precisar mais da enfermagem e menos ainda  da medicina. Esse dia se aproxima, já está batendo às nossas portas. É o dia eterno prometido por  Jesus.

Os comentários estão encerrados.