Meditação diária de 11/08/2020 por Flávio Reti – Pão
11/08/2020
Culto de Oração – Hoje às 19h
12/08/2020

Meditação diária de 12/08/2020 por Flávio Reti – Papel

12 de agosto

Marcos 13:37  “O que vos digo a vós, a todos o digo: vigiai”

Papel

O papel é produzido a partir da madeira cortada na floresta, picada em máquinas gigantescas e triturada em moinhos, transformada em pasta e depois prensada na forma de folhas finas. Seguindo o desenvolvimento da inteligência do homem, que inicialmente desenhava sobre rochas, pedras, ossos, ele passou a desenhar ideias e isso passou a obrigar a ter um suporte para desenhar suas representações gráficas em cima. A história, então, registra o uso de tabletes de barro cozido, de tecidos de fibra, dos papiros até que finalmente chegou no papel. Os historiadores são unânimes em apontar um tal Tsai Luan, um chinês, como o inventor do papel quando transformou em polpa as redes velhas de pesca e trapos de roupas e continuando chegou à fibra vegetal. Ele cozinhava as fibras, esmagava e batia e depois espalhava a massa obtida numa peneira de junco e assim conseguia formar um colchão de polpa. Comprimia a polpa para escorrer a água e deixava secando. Os exemplares dessa experiência que ainda perduram são comparados ao papel feito hoje mecanicamente e dão prova de boa qualidade do papel de Luan. Atualmente o material mais utilizado para a fabricação do papel é a fibra de celulose extraída da madeira de pinheiros ou de eucaliptos, mas outros matérias já foram usados no passado, como algodão, linho e cânhamo. Ainda se fabrica papel de algodão, mas apenas para restauração de obras de arte que exigem algo de melhor qualidade para suportar o desenho ou a gravura. O consumo de papel no mundo cresceu absurdamente e muitas indústrias se instalaram para produzir nesses últimos 30 anos. Previa-se que com a era dos computadores o papel ficaria obsoleto e deixaria de existir, mas tal não ocorreu e na prática a computação só fez aumentar o consumo do papel e o maior desmatamento de nossas florestas. As impressoras eletrônicas a laser passaram a imprimir com muita velocidade em comparação com quem antes escrevia tudo à mão e com isso o uso do papel aumentou, embora muito do que é impresso nunca será lido. A maneira da descrição que você está lendo induziu você a pensar numa folha de papel branco e você sequer pensou em papel colorido, mais grosso, mais fino, papel isso ou aquilo, só papel branco passou pela sua cabeça, certo? É exatamente assim que funcionam as sutilezas de satanás, você é levado a pensar no que ele quer que você pense e deixa de pensar em muitas outras coisas relacionadas. O diabo é sutil, dissimulado e pode influenciá-lo quando menos você espera como aconteceu agora lendo sobre papel. Logo, cuidado com ele!

Os comentários estão encerrados.