Meditação diária de 09/07/2020 por Flávio Reti – Lixadeira
09/07/2020
Resumo da Lição Escola Sabatina – “Testemunhas Cativantes”
10/07/2020

Meditação diária de 10/07/2020 por Flávio Reti – Luzes de Natal

10 de julho

João 8:12  “Eu sou a luz do mundo, quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida”             

Luzes de Natal

Quando se aproxima a época do Natal, muitos moradores enfeitam suas casas com centenas de lâmpadas de natal piscando. Alguns enfeitam os gramados, as árvores ao redor da casa, os beirais da casa e todas as noites é um show de luzes piscando pra todo lado. Algumas prefeituras gastam um bom dinheiro construindo em praça pública uma enorme árvore e enfeitando com todo tipo de luzes coloridas. Ninguém sabe explicar com certeza a origem das luzes de natal. A única coisa que se tem com certeza é que por ocasião do nascimento de Jesus, lá na Judeia, uma luz diferente brilhou nos céus de Belém. Os sábios que estavam no Oriente viram a estranha luz e pelas escrituras interpretaram que era tempo do Messias ter nascido e seguindo na direção da luz acharam o menino envolto em panos e deitado numa manjedoura (Mateus 2:1-5). Talvez seja desse episódio que veio a tradição de acender luzes por ocasião do Natal, uma reminiscência do nascimento de Jesus e da estrela que brilhou nos céus de Belém. Como o Natal virou tradição e comemoração para se fazer festas de final de ano, as luzes, geralmente piscantes e coloridas, servem apenas para enfeitar o ambiente das comemorações e ninguém mais relaciona com o nascimento de Jesus e da luz misteriosa que brilhou naquela noite em Belém. As lojas aproveitam o ensejo e se enfeitam também para atrair clientela. Na onda das luzes de natal vieram outros acessórios como Papai Noel automatizado que toca violino, toca trompete, fala OU, OU, roupas com sugestões de natal, enfeites de mesa, bolas para decoração da árvore, e no topo da árvore uma estrela de plástico metalizado de cor dourada. Em algumas cidades a decoração com luzes de natal virou uma competição. Nos condomínios as pessoas organizam campeonatos com prémio e tudo para a casa mais belamente decorada. Os critérios de avaliação são a criatividade, o espaço, a quantidade imensa de micro lâmpadas ligadas a dezenas de pisca-pisca e quem ganha com isso são os chineses que vendem de tudo para satisfazer o gosto e a tradição ocidental em torno do natal. A única luz que Jesus nos encarregou de fazer brilhar é a luz do conhecimento da sua palavra, a luz do seu exemplo refletida em nós. Em suas palavras ele disse: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso pai que está nos céus” (Mat.5:16). Como se vê, as luzes do natal têm seu significado, mas a luz mais meritória é a luz que emana de Jesus Cristo, “a verdadeira luz que vinda ao mundo ilumina a todos os homens” (João 1:9).                  

 

Os comentários estão encerrados.