Não perca, sábado 11/04 – Escola Sabatina e Culto – Ao Vivo
09/04/2020
Feliz Sábado !
10/04/2020

Meditação diária de 10/04/2020 por Flávio Reti – Conta-gotas

10 de abril

Lucas 22:44  “E, posto em agonia, orava mais intensamente e o seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue que caíam sobre o chão”

Conta-gotas

Para medir quantidades de líquidos, nós do Brasil usamos o litro (1.000 ml) como unidade básica e depois o múltiplos (Quilolitro, Hectolitro, Decalitro) e os submúltiplos (decilitro e centilitro), mas há momentos que precisamos medir em gotas e exatamente para isso que alguém inventou o conta-gotas. Apesar de simples, o conta-gotas é um instrumento de medição primorosa de volumes líquidos, especialmente medicamentos, que devem ser administrados rigorosamente controlados. É um canículo de vidro ou de plástico com uma ponta afunilada e tendo na outra ponta um bulbo de borracha flexível que ao ser pressionado expulsa de dentro o líquido gota-a-gota e quando solto depois de pressionado, ele suga o líquido para dentro do tubo. Quanto ao uso, ele serve nos lares, nos laboratórios e onde quer que seja necessário medir em gotas como corantes e pigmentos. Para transferir quantidades maiores do que gotas, alguns mililitros, usa-se outro instrumento mais apropriado chamado pipeta. No departamento de patentes dos Estados Unidos consta o registro de 1915 em nome de Frederick C. La Grange com a descrição do objeto em detalhes. Inimaginável, mas pode-se encontrar conta-gotas à venda nas farmácias de todo o pais juntamente com um frasco para se fazer o que quiser, é uma facilidade do mercado que a gente não imagina que exista. Se você friccionar uma gota na palma da mão vai perceber que ela desaparece e passa a ser nada, num momento você tinha uma gota na mão e noutro momento tem nada, desaparece como por encanto, logo, você mesmo conclui que uma gota nada significa. Mas Deus também tem sua maneira de olhar para uma gota. Através do profeta Isaías, ele afirma que para ele as nações são como uma gota de um balde (Is.40:15) quando comparadas com a população dos demais mundos habitados. Visto por este lado, uma gota é nada para você assim como uma nação é nada para Deus, mas vamos olhar por outro lado. Você se lembra de que Jesus, na sua agonia, suou gotas de sangue? Neste caso já não podemos afirmar que uma gota é nada. Nós não temos como mensurar a agonia de Jesus diante da cruz iminente a ponto dele suar gotas de sangue, mas deve ter sido tremendamente angustiante a pressão psicológica, o medo da morte eterna, a sensação da possibilidade de fracassar, de ceder na última hora, ainda mais sabendo que isso era tudo que satanás queria: sua desistência da cruz. Mas graças a Deus, Cristo venceu o arqui-inimigo e hoje nós podemos ter acesso ao reino de Deus pela sua graça. Aquelas gotas contaram muito para nós.

Os comentários estão encerrados.