Feliz Semana
08/08/2020
Feliz Dia dos Pais
09/08/2020

Meditação diária de 09/08/2020 por Flávio Reti – Óleo Lubrificante

09 de agosto

Levítico 11:44  “Porque eu sou o Senhor, vosso Deus, portanto, santificais-vos e sede santos, porque eu sou santo”      

Óleo Lubrificante

Assim que inventaram os motores foi necessário inventar também alguma coisa que evitasse ou no mínimo diminuísse os desgaste das peças móveis e a ideia foi um lubrificante, até que se chegaram ao óleo lubrificante para motores que pode ser de origem animal, feito de sebo ou de gorduras, ou vegetal como o extraído do amendoim, da semente do algodão. Hoje os óleos são produzidos a partir do petróleo ou fabricado em laboratório sinteticamente. Os óleos obedecem uma classificação internacional SAE e API. Isso tem a ver com a viscosidade e com a densidade. Quanto mais viscoso mais difícil de escorrer e mais fácil de parar entre duas peças lubrificando-as. E para melhorar a qualidade do óleo lubrificante são adicionados produtos químicos chamados de aditivos que são anticorrosivos, antiferrugem, detergente, dispersante e que aumentam ou pelo menos mantem a viscosidade. Você deve ter observado os óleos para motores com as seguintes classificações SAE 10w, SAE 20w onde esse W vem do inglês Winter (inverno) e indica a viscosidade mais leve para facilitar o bombeamento no inverno quando tudo tende a congelar e óleos com SAE 40W, SAE 50W são mais viscosos e suportam temperaturas mais altas de alguns países. Os óleos têm uma parte importante na vida de quase tudo como se pode observar. Nos motores e máquinas, no nosso corpo e por isso usamos óleo de soja, de amendoim, de algodão, de girassol entre outros. Nenhuma cozinheira prescinde de um bom óleo para suas receitas e quitutes. Os Israelitas já conheciam o óleo (aliás, Israel é grande produtor de óleo de oliva) porque Davi se refere ao óleo precioso sobre a cabeça de Arão que descia sobre a barba e sobre a gola das suas vestes (Sal.133:2). Perfume também eles conheciam, porque Moisés cita a ordem de Deus para recolher especiarias aromáticas e delas fazer perfume, com uma peculiaridade, perfume com sal (Êxodo 30:34-35). Talvez eles não soubessem fazer os perfumes de hoje porque talvez desconhecessem a química das bases dos perfumes, mas óleos aromáticos eles já conheciam. Mas por que derramar óleo sobre a cabeça e deixar escorrer pela barba? Talvez porque o óleo é símbolo do Espírito Santo e este deve estar sobre a cabeça, a começar pela cabeça e escorrer pelo corpo inteiro. Esse ato de despejar óleo sobre a cabeça a bíblia descreve como unção e foi aplicado sobre vários personagens como reis, sacerdotes e profetas simbolizando consagração pelo Espírito Santo e um chamado para uma missão. Lembra das palavras do profeta Isaías com referência a Cristo? “O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas novas aos mansos” (Is.61:1). O uso do óleo na bíblia está muito relacionado com consagração e com missão e nada a ver com óleo para motores.

Os comentários estão encerrados.