Feliz Sábado
07/08/2020
Feliz Semana
08/08/2020

Meditação diária de 08/08/2020 por Flávio Reti – Óculos

08 de agosto

Salmos 121:6  “O sol não te molestará de dia nem a lua de noite” (v. Almeida revisada)

Óculos

Parece estranho, mas óculos é essa armação apoiada sobre o nariz, segurado nas orelhas e que serve para corrigir certas doenças ou anomalias dos olhos, mas sem entrar em contato com os olhos e com isso ele pode também ser usado como motivo estético, para embelezar o rosto. A palavra óculos tem sua origem na língua latina “ocularium” que era aquele buraquinho por onde os soldados enxergavam através da armadura que cobria a cabeça. No ano 1.000 depois de Cristo surgiu um matemático árabe de nome Alhazen que passou a estudar a incidência da luz sobre espelhos e relacionar como era a reação do olho humano. 270 anos depois dessa experiência, na distante Alemanha, criaram os primeiros óculos com dois aros de ferro com uma lente e unidos um no outro por um arrebite e que era encaixado sobre o nariz, mas não tinha haste para enganchar nas orelhas, eram os chamados pince-nez. Somente no século XVII é que se foi pensar em usar as orelhas para segurar os óculos. A novidade veio para o Brasil com a colonização portuguesa e só eram usados pelos ricos, membros da coroa, religiosos jesuítas e os chamados grandes mestres. Mas houve uma fase, na Europa do século XIV, que os óculos eram fabricados com uma única lente e sem armação. Em 1785, Benjamim Franklin, o mesmo inventor do para-raios, inventou os primeiros óculos bifocais com duas lentes, uma para cada olho permitindo que se enxergasse de longe e de perto com um único objeto. Hoje, ao entrar em uma ótica, podemos encontrar os mais variados tipos de óculos de tamanhos diferentes, de cores diferentes, de estilos diferentes, graças ao avanço da tecnologia e do uso de material barato temos para todos os gostos. Um óculos não deixa de ser uma prótese para correção de deformidades da visão, mas serve também como acessório da moda, do visual. Durante a primeira guerra mundial, a Força Aérea Americana encomendou, na indústria, lentes especiais para evitar os danos causados pelo sol nos pilotos aviadores, foi quando surgiu o óculos com lentes verdes de cristal que conseguiam bloquear a luz solar e proteger contra os raios ultra violeta, de onde nos veio o nome Ray Ban (que nós falamos Raiban) do Inglês Ray-banner que quer dizer “banidor de raios” e o cinema se encarregou de popularizar o uso do Ray-ban. Toda essa história pensando na proteção dos olhos e o salmista pedindo a Deus que tirasse a venda de seus olhos para que ele visse as maravilhas da lei (Sal.119:18). Quando se trata de ver as maravilhas de Deus é melhor não proteger os olhos do entendimento, para ver na sua totalidade.

Os comentários estão encerrados.