Meditação diária de 08/04/2020 por Flávio Reti – Constituição
08/04/2020
Semana Santa dos Desbravadores (07 a 11-04 as 19h00)
08/04/2020

Meditação diária de 08/04/2020 por Flávio Reti – Constituição

08 de abril

II Coríntios 3:17  “E onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade”

Constituição

Uma constituição nada mais é do que um conjunto de leis e regras que regem um País legalmente estabelecido. Se você imaginar um pais como uma pirâmide, no topo dela deve estar a constituição para reger todas as demais atividades. Sem uma constituição nenhum governo saberá que rumo tomar, o que fazer, porque não vai ter uma diretriz. Ela garante direitos e obrigações para as pessoas e limita o alcance de ação do próprio governo, de modo que ele não vai fazer o que quiser, mas o que dita a constituição. Eu me ponho a pensar no trabalho que Moisés, servo de Deus, teve ao tirar o povo de Israel do Egito. Eram mais de 3 milhões de pessoas, contando com mulheres e crianças, que saíram sem saber para onde, rumo ao deserto, com a promessa de uma terra chamada Canaã, segundo a propaganda que manava leite e mel (Êxodo 3:8). Moisés deveria providenciar a terra, assentá-los na terra, escrever a constituição para regê-los, promulgar esse conjunto de leis e educar esse povo segundo as leis estabelecidas na sua constituição. Moisés deve ter tido um enorme trabalho ao prever nela direitos e obrigações para um povo que estava saindo da situação de escravos, do cativeiro, para ser um povo livre. Mas povo livre não quer dizer igual animal no pasto, que vai e vem, faz e desfaz como quiser. Agora eles tinham uma constituição com leis morais, sociais e religiosas. Agora sim eles passaram a ser um povo, uma nação, porque por definição, uma nação é um povo com seu território e suas leis, e com sua língua. Como era um país teocrático, cujo governante era Deus, Moisés era apenas seu primeiro ministro, as leis religiosas foram muito destacadas das demais e Moisés foi claro ao explicar as bênçãos e as maldições da violação das leis, exatamente como é hoje quando todos sabem o que acontece com quem viola qualquer lei no nosso país. Mas o homem gosta de ser livre, não gosta de ser cerceado na sua liberdade, e normalmente ignora que a liberdade tem um preço a pagar por ela. Os pais peregrinos, fugindo da perseguição religiosa nos países baixos, rumaram para a Inglaterra e a perseguição veio logo atrás. Eles então rumaram para o novo mundo, a América recém descoberta. Eram as treze famílias que formaram as treze colônias que povoaram a América. Esse foi o preço que eles pagaram pela sua liberdade, enfrentando mares revoltos, o rigor do inverno na nova terra, a ausência de tudo que a sociedade londrina oferecia, mas eles estavam dispostos a pagar o preço da sua liberdade de consciência, de culto e da opressão. É assim que sempre funciona, a liberdade tem preço.

Os comentários estão encerrados.