Orientações da ASA sobre doações para famílias impactadas pelas enchentes
07/01/2019
Meditação diária de 09/01/2019 por Flávio Reti – Henry Isaac Sobel
09/01/2019

Meditação diária de 08/01/2019 por Flávio Reti – Profeta Moisés

08 de janeiro

Hebreus 11:24  “Pela fé Moisés, sendo já homem, recusou ser chamado filho da filha de Faraó”

Profeta Moisés

Não temos a data exata do nascimento e nem da morte de Moisés, o grande líder na formação do povo de Israel, mas sabemos que ele viveu 400 anos depois de Abraão e 1.500 anos antes de Cristo. Aos 80 anos ele foi chamado por Deus para tirar do Egito os descendentes de Abraão que eram escravos. Os Israelitas cresciam e se multiplicavam no Egito, embora escravizados, e havia chegado o tempo de Deus cumprir a promessa feita a Abraão de fazer dele uma grande nação. O Faraó se sentia ameaçado pelo povo hebreu, porque o povo só aumentava em número sinalizando uma ameaça para os egípcios que por causa disso aumentou a penúria da escravidão e ainda mandou que as parteiras matassem todos os meninos que nascessem aos hebreus. Mas a mãe de Moisés não se rendeu às ameaças e escondeu seu filho até 3 meses de idade quando o pôs num cesto e deitou-o no leito do Rio Nilo. Tudo premeditado, porque a filha do Faraó desceu para banhar-se e achou a criança encantando-se por ela. Levou ao palácio e o criou como filho. Deus estava dirigindo as circunstâncias. Moisés cresceu na casa de Faraó e recebeu uma educação de príncipe, mas Moisés nunca se esqueceu de suas origens e sempre se identificava com os hebreus, seu povo. Agora, já à frente do povo, saindo do Egito em direção à terra prometida nós encontramos um líder cercado de problemas. Afinal, pense na situação de Moisés como líder de um povo bronco recém saído da escravidão. Ele teria que organizar esse povo, estabelecer leis sociais, estruturar a nação e dar-lhes terra, porque um povo só tem um nome se tiver sua terra, suas leis e sua língua e suas estruturas sociais funcionando. E Moisés fez tudo isso pelo povo de Israel, por isso ele ainda hoje é venerado como o maior legislador, líder político e religioso que o mundo já conheceu. Moisés fez mais ainda, escreveu os cinco primeiros livros da bíblia, o chamado pentateuco, que narra a saga do povo de Israel e a liderança de Deus na vida da recém criada nação. Somos obrigados a pensar no quanto um homem orientado e dirigido por Deus pode fazer pelos seus concidadãos e semelhantes. Oxalá todos pudéssemos pensar na utilidade que seríamos se também fôssemos dirigidos pelo mesmo Deus de Moisés! Com certeza você já ouviu a frase “o céu é o limite” falada por aí. Mas é bem isso mesmo, para uma pessoa dirigida pelo espírito do Senhor, o céu é o limite e como o céu não tem limite a utilidade de uma pessoa dirigida pelo /espírito de Deus também não terá limite. É algo interessante para pensar hoje. Quando chamou a Abraão, ele lhe disse o seguinte: “Se tu uma bênção” (Gên.12:2). E que bênção foi Moisés! Agora imagine um homem há quarenta anos vivendo no deserto, afastado da civilização, representada pelo Egito na época, ser chamado para fundar uma nação. Ele deveria organizar o povo, criar as leis civis, definir a língua, estabelecer nalguma terra e se impôr diante das demais nações como tal. Não foi fácil para ele, mas como Deus o chamou, ele o fez com sucesso. Logo, concluímos que assim será com todos que seguirem a orientação divina, terão sucesso.

Os comentários estão encerrados.