Meditação diária de 05/07/2020 por Flávio Reti – Libras
05/07/2020
Meditação diária de 07/07/2020 por Flávio Reti – Liquidificador
07/07/2020

Meditação diária de 06/07/2020 por Flávio Reti – Limpador de para-brisas

06 de julho

Gênesis 2:22  “E da costela que o Senhor lhe tomara formou a mulher e a trouxe ao homem”

Limpador de para-brisas

Se você já viajou de carro em dia de chuva intensa, você sabe quão bom é ter no carro um limpador de para-brisa funcionando bem. Porque é um dispositivo de movimento de vai-e-vem mecânico que serve para, através de um par de borrachas em formato de escovas, limpar o excesso de água ou de lama que acometem os para-brisas dos carros e caminhões. Praticamente todos os veículos tem, por baixo do capô um motorzinho que aciona o limpador e não é apenas carros e caminhões, os trens também possuem, os barcos e as aeronaves e é obrigado por lei ter um limpador de para-brisa instalado. E dizer que esse equipamento foi idealizado por uma mulher americana, Mary Anderson, em 1903 e ela o patenteou em 1905. Ela teve a ideia quando percebeu quão precária era a visibilidade do motorneiro em dias de chuva nas ruas de Nova York. Ela se incomodou quando observou durante o percurso que o condutor várias vezes parou o veículo e foi limpar o vidro pelo lado de fora para remover a neve que acumulava dificultando a visão. De início ela pensou em uma tira de borracha fixada numa haste metálica e acionada de dentro do veículo manualmente. Henry Ford, proprietário da Ford Company, gostou da ideia e passou a equipar seus carros (o antigo modelo T) que passaram a sair de fábrica equipados com limpador adaptado. Apenas oito anos depois todos os carros americanos já saiam de fábrica com limpador de para-brisa instalado. O temporizador e as três velocidades dos limpadores modernos só foram criadas em 1964 por Robert Kearns, que moveu uma ação na justiça contra a Ford Company por usar seu invento sem ter o direito de uso por força da patente requerida por Kearns. Como vê, até um simples limpador de para-brisa tem história de lutas, de criatividade, de briga na justiça e a gente que usa quase sempre não sabe de nada disso. Outras mulheres surgiram e também criaram itens automotivos, como o carburador, a embreagem, o motor elétrico de partida, ao todo foram 345 invenções femininas na área automobilística. Todas estão descritas em uma publicação do Women’s Bureau Bulletin. Nesta pequena consideração histórica temos indicação de que homens e mulheres podem trabalhar e criar juntos para o crescimento do país, para o soerguimento da nação, como se vê na história do automóvel. É aquele velho argumento de que Deus ao criar a mulher ele a fez de uma costela de Adão, não do pé nem da cabeça, para não haver superioridade nem inferioridade, mas tirou do lado para haver igualdade e assim nós entendemos, que homens e mulheres disfrutam dos mesmos privilégios de serem ambos filhos de Deus. Uma bênção um para o outro se soubermos viver conforme os planos de Deus.

 

 

Os comentários estão encerrados.