Meditação de Pôr do Sol 05/07/2019 por Salvador Aguiar Correia
05/07/2019
Meditação diária de 07/07/2019 por Flávio Reti – Edson Arantes do Nascimento
07/07/2019

Meditação diária de 06/07/2019 por Flávio Reti – William Bradford Shockley

06 de julho

Salmos 101:6  “Os meus olhos estão sobre os fiéis da terra, para que habitem comigo; o que anda em caminhos perfeitos esse me servirá”

William Bradford Shockley

Depois da lâmpada, Thomas Edson inventou a válvula eletrônica para suprir os rádios e as telecomunicações. Depois surgiu o transistor que fazia a mesma coisa com muito menos espaço e muito menos energia. Até eu fui beneficiado e ganhei dinheiro com o advento do transistor. Virou febre aqueles radinhos portáteis que cabiam no bolso e no colégio, no regime de internato, era proibido usar rádio no dormitório, por isso os radinhos que cabiam na palma da mão e no bolso eram os mais usados e mais fácies de esconder, mas tinha o inconveniente de consumir muita energia e as pilhas ainda eram caras. Então eu, metido a entender alguma coisa de eletrônica, comecei a fabricar fontes de três volts para o pessoal ligar os radinhos nas tomadas dos quartos. Mas os americanos, especialmente o Sr. William Bradford Shockley o inventor do transistor, não sabiam o que fazer com ele. Os japoneses tomaram o invento e criaram muita coisa portátil usando transístor. Esse nosso herói, inventor do transistor, era filho de um trabalhador das minas de carvão que lutava para sobreviver, mas falava oito idiomas. Já o filho, William B. Shockley alcançou o PhD em Ciências. Após receber o doutorado, se juntou a um grupo de cientistas que trabalhavam com física em estado sólido. Com o advento da segunda guerra, William se envolveu com a fabricação de radares. Os trabalhos dele tiveram influência inclusive nos bombardeios atômicos em Hiroshima e Nagasaki forçando o Japão se render e terminar a guerra. Mas William Bradford Shockley não foi apenas cientista e físico pesquisador, ele foi também exímio alpinista e um grande interessado em assuntos sobre raça, inteligência e eugenia. De repente, Shockley faz uma proposta estúpida: Que os indivíduos com QI abaixo de 100 deveriam se submeter a uma esterilização para não gerar descendentes inferiorizados intelectualmente. Foi muito criticado com isso e processou uma revista americana por chama-lo de “hitlerista” quando num artigo comparou seu ponto de vista à política de Hitler

Começou brilhantemente, construiu uma carreira meritória e louvável, alcançou os píncaros da popularidade e deu provas de grande capacidade e inteligência liderando equipes, criando soluções, propondo caminhos nunca antes pensados e, de repente, comete um deslize de comportamento que chocou a população. Mas, por que atirar pedras se todos nós vez ou outra manifestamos o mesmo comportamento? Quem de nós nunca deslizou em alguma coisa? Os homens são falhos, não são anjos e nem deuses, e para piorar já nascem com a inclinação para o pecado. Só mesmo pela força advinda de Deus podem os homens fazer alguma coisa de bom porque se deixados a si mesmos eles se atolam na lama da maldade e respingam em muito mais gente. Com muita propriedade o salmista declarou que “em pecado me concebeu mina mãe”. Já nascemos em pecado e portanto nada de bom se pode esperar do ser humano se ele não estiver sob a influência do Espírito Santo. Mas há esperança para todos, contanto que se humilhem e deixem o Espírito Santo agir em nosso coração fazendo-nos aproximar cada dia mais de Jesus até ter a vida mudada para melhor. O sangue de Jesus tem poder, pode acreditar!

Os comentários estão encerrados.