Meditação de Pôr do Sol 05/04/2019 por Brenda Pimenta
05/04/2019
Meditação diária de 07/04/2019 por Flávio Reti – Gabriela Sabatini
07/04/2019

Meditação diária de 06/04/2019 por Flávio Reti – Floriano Vieira Peixoto

06 de abril

Apocalipse 3:12  “A quem vencer, eu o farei coluna no templo de meu Deus, donde jamais sairá…”

Floriano Vieira Peixoto

Assim que a república se instalou no Brasil, seu primeiro presidente foi o Marechal Deodoro da Fonseca e seu vice foi Floriano Vieira Peixoto. Quando o Marechal Deodoro renunciou, Floriano assumiu a presidência e passou a ser conhecido como o segundo presidente do Brasil. Ele ficou conhecido como o Marechal de Ferro porque assim resolveu governar o Brasil devido a muitos problemas com opositores durante seu governo. Ele veio de família pobre, de Ipioca, no Estado de Alagoas, cujos pais eram militares e foi criado com um padrinho que era seu tio e era também um coronel. Floriano assim que entrou para servir ao exército, aos dezoito anos, ele decidiu seguir também a carreira militar, mas conseguiu terminar a faculdade como formado em Ciências e Matemática. Seu governo sofreu forte oposição de grupos conservadores fazendeiros e inclusive dos generais que criaram um manifesto conhecido como “Manifesto dos 13 generais”. Como ele agiu com determinação para abafar o movimento, acabou ficando conhecido como marechal de ferro. Ele teve que lidar com a Revolta da Armada, no Rio de Janeiro, com a Revolução Federalista, no Rio Grande do Sul, e com a vitória de Floriano, a cidade de Nossa Senhora do Desterro teve o nome mudado para Florianópolis, em homenagem a Floriano Peixoto. Infelizmente, assim que passou o poder ao sucessor Prudente de Morais, ele faleceu um ano depois.

No comportamento de presidente, na maneira como conduziu seu governo, qualquer um que leia sua biografia ou sua história vai sentir sua forte personalidade e sua férrea determinação. Exatamente as características que nós, cristãos, precisamos para enfrentar as adversidades que cercam os crentes sinceros nesses últimos dias. A onda de pecados vem crescendo a cada dia e se agigantando diante de nós a ponto de concluirmos que um crente não pode ser pusilânime, frouxo na sua convicção e que deve se levantar como o Marechal Floriano para debelar qualquer tentativa contra nós. A beleza da determinação está no sucesso final, assim como Floriano foi firme e debelou as diversas revoltas, assim devemos nós ser determinados a enfrentar qualquer dificuldade, qualquer ameaça à nossa consciência, qualquer vento de doutrina para estar firmes, em pé, diante do Senhor de toda terra quando ele se manifestar nos ares trazendo a salvação para conceder aos que forem firmes e fieis. Esse é o ponto que determinará nossa redenção ou nossa perdição, a nossa capacidade de subsistir e ficar firme diante das vicissitudes que a vida nos apresenta. Conheceu a história das duas rãzinhas que caíram no balde de leite? As duas se debateram a noite toda e ao amanhecer uma delas disse o seguinte: “Não adianta lutar, eu me entrego” e pensando assim se largou e morreu afogada. A outra continuou se debatendo no leite que acabou virando manteiga e ela de um salto pulou fora do balde e saiu pererecando.  Floriano venceu, mas, você, vai vencer também? Deus queira que sim! Então, não desista de lutar, continue porque a vida cristã é como andar de bicicleta, se parar de pedalar, a pessoa cai.

Os comentários estão encerrados.