Tom de Vida realiza concerto no Unasp-HT
04/11/2017
Você sabia que o App… #11 Notícias
05/11/2017

Meditação diária de 05/11/2017 por Flávio Reti

05 de novembro
Dia da ciência e da cultura

Daniel 1:17   “Ora, quanto a esses três jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras e em toda sabedoria e Daniel era entendido em todas as visões e todos os sonhos”

Essa data de comemorar o dia 5 de novembro como dia da ciência e da cultura foi escolhida pelo fato de Rui Barbosa ter nascido nesse dia, em 1849. Corre o boato de que, na Conferência de Haia, o doutor Rui Barbosa foi representar o Brasil e na hora de discursar, ele teria perguntado “em que língua quereis que vos fale?”, mas nada disso se comprova nos anais da história. Mas o que vem a ser ciência e o que vem a ser cultura? Ciência tem a ver com descoberta, criatividade, produção, tecnologia, máquinas, facilidade na vida e cultura tem a ver com a somatória de nossa história de vida, nossa língua, nossos valores, nossa ética, nossos costumes e gostos, e não só meus, mas coletivamente, a cultura pertence a todos nós. Até nossa maneira de vestir, de morar, de comer, de trabalhar de se comunicar, de interagir, tudo conta para a cultura de um povo. Ambas, ciência e cultura, são elementos vivos que se modificam a cada dia de acordo com o sabor dos povos que as usam. Nem cultura e nem ciência são estanques, ambas podem crescer ou diminuir, podem se ampliar ou se estreitar, depende de como vivemos nossa vida e que esforço fazemos para crescer ou para estagnar. Bem, já ficou claro que ciência e cultura são construção da vida, transformação constante da vida, fator de projeção de um povo no cenário mundial. Quando falam dos brasileiros, sempre falam como somos e como agimos, o que sabemos, o que comemos, como nos vestimos. É a nossa cultura vista pelos de fora. Logo, um povo nunca perde sua cultura. Não existe como perder a identidade, de um jeito ou de outro somos identificados. Pode acontecer, como no Brasil, por ser muito amplo e vasto, existir mais de uma cultura aqui dentro. Temos cultura indígena, que a Inglaterra por exemplo não tem, temos a cultura negra, que a Alemanha por exemplo não tem, até cultura Europeia no sul do Brasil nós temos aqui dentro. Somos um país multicultural e a beleza está em convivermos pacificamente com todas as culturas internas dentro do Brasil.

A sra. White via a necessidade de uma educação cultural mais completa. “É necessária uma educação adequada – uma educação que exigirá dos pais e mestres tanta reflexão e esforço como não requer a mera instrução. Pede-se mais alguma coisa além da cultura do intelecto. A educação não se acha completa a menos que o corpo, a mente e o coração se achem igualmente educados. O caráter deve receber a devida disciplina, para seu inteiro e mais elevado desenvolvimento. Todas as faculdades da mente e do corpo devem ser desenvolvidas e devidamente exercitadas. É um dever cultivar e exercitar toda aptidão que nos tornará mais eficientes como obreiros de Deus” (Ciência do Bom Viver, p.398)

Precisamos tomar alguns cuidados ao desejar a cultura, que no nosso caso ela deve ser útil para ajudarmos na pregação do evangelho eterno para apressar de algum modo a vinda de Jesus. Nós os crentes devemos estar preparados porque a qualquer momento podemos ser interrogados sobre a razão da nossa fé, na nossa crença. Temos um caso curioso descrito por Paulo. Elimas, o mágico, não era um homem culto, no entanto estava particularmente muito capacitado para fazer a obra de satanás. Ele procurou afastar da fé até o proconsul, na Ilha de Chipre (At.13:8). Um outro caso semelhante, de um outro mágico de nome Simão, na cidade de Samaria, onde Filipe estava pregando. Ele não era um homem culto, mas conseguia pasmar a cidade com suas artes mágicas (At.8:9). Aqui vai uma advertência: Nossa ignorância pode ajudar o inimigo das almas, satanás. Excesso de erudição também pode ser prejudicial, porque no afã de querer ser também erudito, podemos ser levados para longe da simples palavra de Deus. Os que esperam a vinda de Cristo e que pregam a palavra de Deus poderão encontrar o inimigo astucioso em diferentes formas. Ele tem um prato para cada paladar.

Muito importante deve ser considerado o cuidado para assegurar o êxito na luta da vida! Não são arremedos de batalhas, aquelas em que nos achamos empenhados. Estamos pelejando um combate do qual dependem resultados eternos. Temos inimigos invisíveis a enfrentar. Anjos maus estão se esforçando para obter o domínio sobre toda criatura humana. Os últimos dias seriam difíceis, disse o apóstolo (II Tim.3:1).

Os comentários estão encerrados.