Meditação diária de 03/03/2019 por Flávio Reti – Johannes Gensfleisch zur Laden zum Gutenberg
03/03/2019
Meditação diária de 05/03/2019 por Flávio Reti – António Gonçalves da Silva
05/03/2019

Meditação diária de 04/03/2019 por Flávio Reti – Cristóvão Colombo

04 de março

João 14:2  “Na casa de meu pai há muitas moradas, se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, vou preparar-vos lugar”

Cristóvão Colombo

Como todos já sabem pela história secular, Colombo foi o primeiro explorador europeu que abriu caminho para a conquista das Américas. Ele estabeleceu a rota e documentou a viagem, embora a história também diga que os Vikings já estiveram por aqui antes de Colombo. Seu nome em italiano era Cristoforo Colombo, em espanhol era Cristóbal Colón e em latim era Christophorus Columbus e com isso ele foi quem inspirou o nome de pelo menos um país, a Colômbia. Analisando seu sobrenome em latim significa pombo, mas os dignitários da época, para não causar inconvenientes, preferiam chamá-lo de Christophorus Colon em latim significando Cristóvão Membro, da elite, óbvio. Pensa no que ele com suas viagens significaram para os europeus que agora teriam como expandir suas terras, explorar novas terras, conquistar e colonizar novas terras no continente americano, não na África pobre e atrasada. Mas nem tudo foi sucesso para Colombo. Ele foi acusado de abrir caminho para o comércio de escravos através do Oceano Atlântico, culpado também do genocídio dos povos que habitavam as terras conquistadas, acusado de tirania, estupro e tortura dos indígenas nativos das terras ocupadas. Hoje, nos meios acadêmicos e entre os historiadores, a biografia de Colombo é mais negativa do que positiva. Verdade é que ele descobriu novas terras para a coroa Portuguesa, Espanhola e Italiana e seu nome figura entre os heróis da época das grandes navegações. Hoje mais de dez países falam Português como língua oficial (Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Goa, Macau, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Ilhas de Cabo Verde, Timor Leste, São Tomé e Príncipe) fruto das conquistas dos heróis das grandes navegações.

Mas, há uma terra muito sonhada e muito desejada que nenhum desses descobridores do século XV sonharam a respeito. É a nova terra prometida por Jesus quando ascendeu ao céu, deixando para os discípulos a promessa de que iria preparar um lugar para seus filhos na nova terra. Hoje as igrejas pregam a respeito, os crentes se entusiasmam com a possibilidade de morar na nova terra, no céu, pra ser mais assertivo. Nossa bíblia afirma que lá os remidos plantarão vinhas e comeram do seu fruto, edificaram casas e nelas habitarão (Isaías 65:21-22), com uma diferença que não plantarão para que outros comam, nem edificarão para que outros morem. Os heróis descobriram terras, conquistaram reinos e passaram para o esquecimento. Na nova terra, prometida por Jesus, o tempo não passará porque será eterna como eterna será a vida de seu povo. Essa é a doce esperança esboçada dos lábios de Jesus e que acalenta nossos maiores sonhos de um dia estar lá, pela graça de Deus. Falar em céu, em vida eterna, para muitos soa como utopia, mas na bíblia, a palavra de Deus, estão as diretrizes para se chegar lá e que não são coisas impossíveis. Pode parecer impossível ao homem, com essa nossa mentalidade, mas para Deus tudo é possível. O céu nos acena, a vida eterna nos cativa e Jesus promete salvar-nos para seu reino, logo, o que mais precisamos do que viver eternamente feliz, a começar agora?

Os comentários estão encerrados.