Meditação de Pôr do Sol 01/02/2019 por Nidélci Lima Rocha
01/02/2019
Meditação diária de 03/02/2019 por Flávio Reti – Luiz Roberto Gambine Moreira
03/02/2019

Meditação diária de 02/02/2019 por Flávio Reti – Indira Priyadarshini Gandhi

02 de fevereiro

Povérbios 12:4  “A mulher virtuosa é a coroa de seu marido, porém, a que procede vergonhosamente é como apodrecimento nos seus ossos”

Indira Priyadarshini Gandhi,

Talvez você esteja pensando que Indira Gandhi seja filha ou esposa daquele ativista dos direitos humanos, Mahatma Gandhi, recentemente visto num de nossos devocionais, mas não é e nem parente é. Ela era filha de Jawaharlal Nehru e a primeira mulher a ocupar o cargo de chefe do governo indiano. Esse sobrenome ela herdou do marido que por razões políticas havia mudado seu sobrenome para Gandhi. Embora fosse mulher e ocupando a mais elevada posição dentro do governo, ela era uma grande estrategista política, tinha pensamentos elevados e ambicionava a vida política. Na guerra entre a Índia e o Paquistão, Indira passou quase dois anos presa pelas suas atividades. Em pouco tempo ela foi elevada ao cargo de primeiro ministro. Seu lema de campanha sempre foi “garibi hatao” que queria dizer “abaixo a pobreza”. Estava nos seus planos melhorar a sorte de seu povo, mas a Índia se envolveu em guerra com o Paquistão e se aproveitando da situação um grupo de separatistas conseguiu criar um estado independente da Índia, com o nome de Bangladesh. Quando ela foi reeleita, pela segunda vez, surgiu um extremista sikh, o seu próprio guarda-costas, que a assassinou pondo fim a uma política positiva que estava dando certo na Índia. Indira chegou a receber o prêmio Lênin da Paz e seu filho a sucedeu no cargo de primeiro ministro. Dois grandes sucessos da Índia são atribuídos a Indira Gandhi: Ela conseguiu levar o país a auto suficiência de grãos, para nunca mais depender de importação de cereal, com o programa denominado Revolução Verde. O segundo sucesso foi levar a Índia a desenvolver o programa nuclear, levando a comunidade internacional a reconhecer a Índia como capaz de desenvolver programas nucleares em nada menos do que os grandes países como Rússia, Estados Unidos, Alemanha.

As mulheres vêm se destacando politicamente em todo mundo. Estamos assistindo a um grande contraste comparando com o tempo quando a mulher era discriminada. A quebra do tabu começou quando Jesus falou com a Samaritana junto ao poço de Jacó, recebeu Maria Madalena acusada de prostituição, curou a mulher que sofria de hemorragia. É bom ver esse soerguimento das mulheres em nível de igualdade com os homens, afinal, diante de Deus não há qualquer diferença, todos somos iguais e carentes da graça de Cristo. Quando Jesus voltar, ele não vai salvar apenas homens, mas muitas mulheres igualmente para o reino dos céus. A política de Jesus é toda inclusiva, ele viveu pela inclusão social, todos são candidatos ao seu reino, vamos frisar, reino de amor. Pena que Indira Gandhi viveu e morreu para defender a Índia e nunca se preocupou com a vida futura. Mas nós, que ainda estamos por aqui, estamos com a oportunidade nas mãos de nos preparar para ser cidadãos do reino do céu e esquecer de vez dessa terra que se prepara para o fogo eterno. Nossa mente deve estar voltada para o céu, para a vida imortal que Jesus nos dará no seu regresso muito em breve.

Os comentários estão encerrados.