Meditação diária de 30/04/2017 por Flávio Reti
30/04/2017
Meditação Diária de 02/05/2017 por Flávio Reti
02/05/2017

Meditação diária de 01/05/2017 por Flávio Reti

Dia do Trabalho

“Seis dias trabalharás e farás todo teu trabalho” Êxodo 20:9

Meu pai era um homem muito severo. Quando cheguei à idade de12 anos ele começou a se preocupar comigo. Não queria, sob hipótese alguma, que eu fcasse na rua com amigos. Ele dizia o seguinte: “Filho meu tem que trabalhar” e passou a inventar coisas pra eu fazer. Como a vila onde morávamos não era grande e não tinha muito o que fazer, ele conversou com um funcionário de uma cerâmica e eu fui trabalhar com ele. Meu serviço era engraxar a prensa de fazer telhas. O trabalho era manual, e a cada telha prensada eu devia passar uma estopa ensopada de um produto mal cheiroso nas duas partes de ferro que davam a forma de telha a um pedaço de barro.

O prensista prensava uma telha e se virava para pegar outro pedaço de barro e nesse interim eu tinha que engraxar as duas partes da forma, a parte superior e a parte de baixo, Tudo muito rápido porque ele deveria prensar 2.500 telhas por dia. Levantava às 3 horas da manhã e trabalhava até as 4 horas da tarde. Depois de alguns dias acabou o produto que eu usava para engraxar e ele me mandou buscar um galão no depósito. Quando eu fui, encontrei um senhor preparando o produto e eu perguntei o que era aquilo e ele respondeu que era óleo diesel com parafna. E de onde vem essa parafna, eu perguntei, e ele respondeu: Nós coletamos tocos de velas dos cemitérios de Bauru, de Pederneiras, derretemos e misturamos com diesel. Daquele dia em diante eu tomei um nojo por velas que até hoje não consigo sequer comer bolo de aniversário onde foi posto uma velinha pra cantar parabéns. Dizem que eu sou esquisito, mas é assim que eu me lembro do meu primeiro trabalho e daquele cheiro maldito de diesel com parafna de velas lambuzando minhas mãos às 3 horas da madrugada num frio terrível.

Mas não posso falar mal do trabalho. Foi trabalhando que estudei, foi trabalhando que criei meus flhos e foi trabalhando que consegui me aposentar. O trabalho, para mim, realmente foi uma bênção bem pensada quando Deus designou que o homem recém-criado deveria trabalhar e cuidar do jardim (Gen.2:15).

“Desde Seus primeiros anos, [Cristo] viveu uma vida de trabalho. A maior parte de Sua vida terrestre foi gasta em paciente trabalho na ofcina de carpintaria de Nazaré. Sob a aparência de um operário comum, o Senhor da vida pisou as ruas da pequena cidade na qual vivia, indo e vindo de Seu humilde trabalho. Anjos ministradores O assistiam enquanto caminhava lado a lado com agricultores e operários, sem ser reconhecido nem honrado” (Review and Herald, 3 de outubro de 1912). O próprio satanás trabalha incansavelmente para destruir a obra de Deus, e por que, então, não havemos nós de trabalhar? Trabalhar não é apenas uma questão fnanceira, é uma necessidade espiritual. No momento em que o mundo passa por turbulência econômica, a ordem de Deus para trabalhar é, sem dúvida, um plano de nos ajudar a se manter. Além disso, é trabalhando que conseguimos esquecer maus pensamentos que nos advém, esquecer as agruras da vida, podemos ajudar o semelhante e até esquecer de nós mesmos. Com o trabalho assíduo podemos melhorar nossa casa, dar melhor padrão de vida à família e de alguma maneira contribuir com o local onde estamos inseridos. Ao usar a mente e as mãos para fazer algum bem ao semelhante, estaremos exemplifcando o tesouro da simpatia e estaremos angariando o respeito e a compreensão dos demais.

Portanto, saia hoje disposto a trabalhar. Comemore esse dia trabalhando por alguma causa útil e prazerosa e Deus o abençoará ricamente.

Os comentários estão encerrados.