Meditação diária de 31/03/2019 por Flávio Reti – Renatus Cartesius
31/03/2019
Meditação diária de 02/04/2019 por Flávio Reti – Francisco de Paula Cândido
02/04/2019

Meditação diária de 01/04/2019 por Flávio Reti – Steven Paul Jobs

01 de abril

Jeremias 29:11  “Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, planos de paz e não de mal, para vos dar um futuro  e uma esperança”

Steven Paul Jobs

Há coisas que a gente demora para entender, a trajetória desse indivíduo é uma delas. De início apenas um inventor, pequeno empresário que veio a ser um magnata americano na era da informática. Chegou a diretor e presidente do grupo APPLE, além de cofundador e por alguma razão não muito clara foi demitido e fundou sozinho uma empresa denominada NEXT, também na área de computação. Acha pouco? Ele foi diretor executivo da empresa de computação gráfica Pixar e o maior acionista da Walt Disney Company. Por ironia do destino, que a gente não acredita nisso, lá na frente a Apple comprou a Next e Steven Jobs voltou para a Apple para ser o CEO (sigla em Inglês que significa Chief Executive Officer que traduzindo seria Diretor Executivo principal), a pessoa com a maior autoridade na hierarquia de uma empresa, o mais elevado responsável pela visão da empresa e pelas estratégias diante do mercado. Se você usa computador, saiba que a invenção do mouse é dele, uma das primeiras.

Steve era filho de uma moça americana filha de pais alemães e de um jovem também americano filho de sírios e cujos pais não aceitavam o namoro sob hipótese alguma. Escondida dos pais a mãe dele visitou a família do namorado na Síria e voltou grávida. Seus pais ao saberem da gravidez obrigaram-na a morar noutra cidade e ao dar à luz deixar a criança para adoção. Aconteceu que um ex-militar de nome Paul Reinold Jobs e sua mulher se interessaram pela adoção e criaram Steve com o nome de Steve Paul Jobs. Como seu pai adotivo tinha uma oficina, Steven foi crescendo fazendo suas experiências dentro da oficina. Mais tarde, quando em sociedade com um amigo resolveram fundar uma empresa eles ficaram discutindo o nome da empresa, foi quando Steven estava fazendo um regime e comendo apenas frutas que ele propôs Apple Computers. Veja as palavras textuais dele: “Eu estava numa das minhas dietas frutíferas. Tinha acabado de voltar da fazenda de maçãs. O nome parecia divertido, espirituoso e não intimidante. Apple tirava a pressão da palavra computador. Além disso, nos poria à frente da Atari na lista telefônica”. Há muitos detalhes na vida de Steven Jobs, mas salta aos olhos o seguinte: Não importa sua origem, sua cor, raça ou cultura, o sucesso é um campo aberto no qual todos podem adentrar, bastando apenas determinação. Se, ao saber de sua origem, Steve Jobs tivesse se ofendido e revoltado, talvez ele não chegaria à altura financeira e tão grandemente projetada a que chegou, mas como ele sempre encarou com naturalidade, sem nunca culpar seus pais naturais por deixa-lo no abrigo, talvez seja a mola que o impulsionou para a vida. A vida que Deus nos deu é bela, só depende de abrirmos os olhos e ver as maravilhas das oportunidades que se abrem diante de nós a cada dia. Dizem por aí que “Deus escreve direito por linhas tortas” e a vida de Jobs mostra exatamente isso.

Os comentários estão encerrados.