Semana de Oração
11/05/2021
Vida por Vidas
12/05/2021

Meditação diária 12/05 – Quem fez isso?

Jó 12:9  “Qual dentre todas estas coisas não sabe que a mão do Senhor fez isto?”

Essa pergunta nós a encontramos na bíblia, quando Jesus contou a parábola do trigo e do joio, quando um homem semeou boa semente na sua terra, mas enquanto dormia, vieram os inimigos e semearam joio pelo meio. Quando chegou perto da colheita os servos perceberam que havia joio no meio do trigal e perguntaram ao seu senhor: Quem fez isso? De onde vem esse joio? E o senhor daquele campo respondeu: Um inimigo é quem fez isso! É comum a gente ouvir perguntas semelhantes a esta, como Por que você fez isso? Ou quando você fez isso? Ou ainda quem vai fazer isso? Como fazer isso? E as respostas na maioria das vezes envolve pessoas. A resposta de Cristo aos servos do proprietário das terras semeadas foi a seguinte: Um inimigo foi quem fez isso! Mas tanto a pergunta como a resposta contidas na parábola tinham endereço certo. Quem semeou o pecado no mundo? O inimigo, satanás e estava respondida a parábola.

Quando eu ainda era menino, a prefeitura mandou plantar algumas árvores, mudas de árvores, na praça da minha vila. Um belo dia eu passei por lá e sem qualquer justificativa quebrei várias das mudas que já estavam com 1,5 metros de altura. Depois fui pra casa e sem qualquer preocupação continuei a rotina de menino arteiro. Não demorou muito e um jovem chegou à porta da minha casa trazendo os galhos da arvorezinha quebrada dizendo que o delegado mandou trazer e mostrar para meu pai. Meu pai atendeu ao jovem e ele foi dizendo: O delegado mandou trazer isso aqui para o senhor ver que foi seu filho quem fez isso lá na praça da igreja. É para o senhor tomar providência. Aí eu comecei a entender a gravidade do meu serviço. Meu pai me chamou e perguntou: quem fez isso? Não tinha como negar e eu admiti que fui eu o herói. Ele, então, tirou um canivete do bolso, cortou uma vara da mesma árvore que eu havia quebrado e me encheu as costas de vergões enquanto ia dizendo: Toma, isso é pra você aprender a não fazer mais isso. Eu cresci e hoje me recordo do incidente, mas aquelas árvores nunca mais cresceram, aquelas não! Como um adulto consciente, cristão, hoje eu sei entender que tudo na vida tem consequências. Eu tomei uma bela surra, as arvorezinhas nunca mais cresceram. Parece pouco, mas há coisas que fazemos que têm consequências eternas. E com essas nós precisamos nos preocupar. A vida é muito preciosa para pormos em risco uma eternidade pela frente.

Flávio Rti

Os comentários estão encerrados.