Culto de Oração
04/05/2021
Comentário da Lição da Escola Sabatina 2T/2021.
07/05/2021

Meditação diária 06/05 – Quem decretou que Pedro foi o primeiro papa?

Marcos 9:35  “Se alguém quiser ser o primeiro, será o derradeiro de todos e o servo de todos”

Talvez pelo fato de Pedro ser sempre mais arrojado que os demais apóstolos, sempre tomava a frente com espírito de liderança sobre os demais, a tradição da Igreja católica o elegeu como o primeiro papa porque ele teria assumido a frente do cristianismo logo após a morte de Jesus. Digamos que isso tenha sido verdade, mas a pergunta ainda fica: Pedro assumiu a liderança religiosa ou política, ou nenhuma das duas? Jesus havia muito bem aconselhado que entre eles não deveria ser como entre o dirigentes das nações, e quem quisesse ser o primeiro que fosse o mais serviçal. Que alguém devesse continuar o trabalho iniciado por Jesus é fato e todos eles saíram a pregar após o pentecostes. Todos devem ter feito seguidores e discípulos e provavelmente alguém seguiu a ideologia de Pedro como outros devem ter seguido os demais apóstolos dando continuidade à pregação no mundo helênico. Mas a igreja católica só vai surgir como igreja no ano 390 d.C. no 4º século. A história registra que o Imperador Constantino vendo o cristianismo crescer e não podendo destruí-lo pela força, usou do seguinte estratagema: “Se não pode com eles, ajunte-se a eles” e foi assim que no ano 312 Constantino se “converteu” ao cristianismo e em 313 deu liberdade de culto aos cidadãos de Roma e assim o cristianismo passou a ser a religião oficial do Império romano e a agregar adeptos de todas as classes entre os romanos, mas foi só em 390 d.C. que foi por voto dos senadores romanos instituída de fato e de direito. A essa altura nem ossos de Pedro existiam mais e decididamente ele nunca sonhou em ser o fundador de alguma igreja, aliás, a igreja de Pedro foi fundada por Jesus. A igreja católica considera cada um dos apóstolos como padres da igreja que passou a ser perseguida logo após a morte de Jesus com o apedrejamento de Estevão, quando a igreja se espalhou para poder crescer fora de Israel. O argumento mais forte para colocar Pedro como o primeiro papa, talvez seja aquela conversa entre Pedro e Jesus, quando Jesus lhe perguntou 3 vezes: “Simão Pedro, tu me amas”? Ao que ele respondeu “Tu sabes que eu te amo” e Jesus acrescentou “Então, apascenta as minhas ovelhas” (João 21:15-17). Entre o encargo de apascentar minhas ovelhas e ser o primeiro papa há uma grande distância no tempo e no cargo. Definitivamente Pedro nunca foi papa.

Os comentários estão encerrados.