Comentários da Lição 8 (3ºTri/2015) por Wagner Teoro
21/08/2015
Comentários da Lição 9 (3ºTri/2015) por Wagner Teoro
28/08/2015

Meditação de Pôr do Sol de 28/08/2015 por Vitor A. O. Rocha

SÁBADO, UM CAMINHO DE FÉ

“Deus é a minha fortaleza e a minha força, e ele perfeitamente desembaraça o meu caminho.”
2 Samuel 22:33

Nasci em Portugal em um lar católico. Quando eu tinha sete anos meu irmão, em seu primeiro
aniversário, teve uma queda da cama e faleceu. Questionei a Deus porque Ele havia permitido essa tragédia
acontecer. Continuava frequentando a missa fiz toda a formação dentro da igreja católica, mas continuava
questionando a Deus, achando que isso era um castigo.

Aos 21 anos, formado em Administração de Hotel, sai de Portugal para um estágio nos Estados
Unidos. Lá em um passeio com amigos, resolvemos atravessar um rio a nado. Fiquei por último e quando
cheguei ao meio do percurso, perdi as forças. Como a correnteza era forte, comecei a afundar. Não queria
morrer porque estava muito longe de casa e os meus pais não mereciam perder o segundo filho. Graças a
Deus, consegui manter a calma e os meus amigos conseguiram me tirar do rio. Este foi um dos milagres na
minha vida.

No mês seguinte, conheci minha futura esposa e logo vi que ela era diferente, vegetariana e
adventista. Questionava ela sobre várias coisas e até ia à igreja com ela, mas a mensagem não me atraia.
Após alguns anos decidimos nos casar. O projeto seria viver e trabalhar em Portugal, mas apareceu uma
ideia de negócio em Hortolândia e resolvemos abraçar o projeto, então me mudei para o Brasil. Já em
Hortolândia, assumi o compromisso com minha esposa de não mais trabalhar aos Sábados, mesmo que não
fosse minha crença na época, mas por respeito a ela. Em março de 2007, comecei a frequentar todos os
Sábados a Igreja do IASP. No ano seguinte, comecei a trabalhar com representação comercial e não visitava
os clientes aos sábados. Neste ano também aceitei estudar a Bíblia.

No final de maio 2009, Deus permitiu que eu tivesse um grande teste na minha vida. A um mês
da minha filha nascer fui dispensado do trabalho. Foi um momento crítico, pois tínhamos muitas dívidas
para pagar. Além disso, minha esposa precisou ficar o último mês da gravidez em repouso total. Então, fui
chamado para uma entrevista em uma das empresas líderes do mercado. Na sala estavam dois gerentes e
um dos proprietários da empresa. Conversamos e tudo parecia encaminhado para eu preencher a vaga.
Antes de terminar a entrevista, falei sobre a guarda do Sábado, pois teriam treinamentos da empresa e
feiras em que eu sabia que teria que participar. Nesse momento sofri chacota, mas me mantive firme.
Apesar dos gerentes não serem aparentemente de acordo, o proprietário acreditou e me desafiou: se
atingisse as metas de venda, ele mesmo me dispensaria das atividades de Sábado e eu faria parte da
equipe. Durante dois anos e meio nessa empresa, consegui atingir os objetivos e sempre fui dispensado das
atividades de Sábado, dando o exemplo para muitos além de financeiramente, ter sido muito abençoado.
Deus me mostrou que sendo fiel, Ele dirigi o nosso caminho. Em abril de 2012, depois de cinco anos
frequentando a Igreja do IASP e dizimando há mais de dois anos, decidi ser batizado. Entendi que Jesus não
quer pessoas perfeitas, mas sim pecadores arrependidos. O meu caminho para a verdade de Deus passou
por três países até chegar à Igreja do IASP.

A guarda do Sábado no mundo atual pode ser motivo de chacota, mas não tenha dúvida que se
você for fiel, Deus vai desembaraçar o seu caminho. Os planos de Deus para nós são sempre melhores do
que nossos próprios planos. Entregue sua vida a Deus e ele te mostrará o caminho para a salvação e para a
vida eterna. Quero caminhar ao seu lado em ruas de pedras preciosas. Você estará lá?

Vitor Antonio Oliveira Rocha
Adventista desde 8 de abril 2012. Está na igreja do IASP desde 2008 e atualmente é coordenador da classe da Escola Sabatina dos Pais, além de diácono.

Os comentários estão encerrados.