Meditação de Pôr do Sol de 07/08/2015 por Karla Coimbra
07/08/2015
Comentários da Lição 7 (3ºTri/2015) por Wagner Teoro
15/08/2015

Meditação de Pôr do Sol de 14/08/2015 por Leonardo Serafim

SÁBADO – PROVA DE FÉ

“Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.” Tiago 1:25

Durante muito tempo seguindo uma crença diferente da verdadeira palavra de Deus, eu observava com olhar bastante crítico amigos que seguiam a Bíblia, guardavam os Seus mandamentos e falavam sobre Cristo como um salvador pessoal. E dentre todos os pontos que eu considerava como falhas, inconsistências da crença deles, um ponto me chamava muito à atenção: a guarda do Sábado. Esta lei, em específico, me parecia ilógica, e bastante restritiva, limitante na vida de quem a seguia. Eu era capaz de entender, de forma racional, a guarda de todos os outros mandamentos. Quase todas as leis presentes no decálogo (Êxodo 20:1-17) apresentam uma lógica inescapável – não matar, não roubar, são mandamentos bastante alinhados com as leis civis e também com o senso comum. No entanto, a guarda do Sábado não possuía, a meu ver, uma coerência lógica sob o olhar humano.

Ao longo do tempo, passei a me interessar em alguns estudos específicos, o que me despertou para a realidade apresentada na Bíblia. Passei então a buscar cada vez mais o que o verdadeiro Deus quer de nós, e através da influência do Espírito Santo, a Bíblia foi como que se abrindo para mim, apresentando o caráter e o amor de Deus.

Hoje, sabendo que o quarto mandamento é o mais importante de todos eles, pois representa o selo de Deus que ratifica o Seu domínio, autoridade e título de Criador, percebo que é o mandamento que demanda de nós uma verdadeira prova de fé, e por isso eu não era capaz de entendê-lo simplesmente. Somente aceitando-se que nosso Deus é o Criador de todas as coisas, que Cristo é nosso salvador pessoal, e que Deus quer o melhor para nós, é possível entendermos o mandamento e termos o selo de Deus. Seguindo o pensamento de que Deus quer o melhor para nós, a Sua lei não poderia ser uma lei que aprisiona os homens, mas que liberta. Para o mundo, a lei pode parecer restritiva, um conjunto de proibições, especialmente quando falamos sobre a guarda do Sábado.

Ao aceitarmos a verdade presente na Bíblia, o mandamento do Sábado se torna uma prova de fé, já que para vivermos esta verdade em sua plenitude, precisamos dar um passo à frente, muitas vezes rumo ao desconhecido, e adotarmos o mandamento com base em nossa confiança em Deus. Com o tempo, percebemos como ele nos faz bem. O Sábado nos revigora, nos permite descansar de nossas atribuições diárias, nos coloca mais perto de nosso Criador, nos dá a chance de estudar a Sua palavra e aprender como praticá-la. Ao invés de nos restringir, o mandamento nos liberta, nos mostra que há algo mais do que os afazeres diários, e que há um Criador que nos ama e nos quer perto dEle.

A liberdade presente na perfeita lei de Deus é a grande recompensa que temos ao segui-la, guiados pela fé em Deus. É um dos maiores presentes que Deus nos dá.
Leonardo Serafim
Conheceu a igreja do IASP há mais de 10 anos. Enxerga o IASP como um lugar separado de todo o resto do mundo, um ponto de luz no meio da escuridão da cidade, que recebe uma multidão de pessoas unidas com um só objetivo: adoração a Deus.

Os comentários estão encerrados.